• _

Em breve: Mario e Sonic no Rio 2016!

rio2016_marioesonic

De alguma forma as produtoras terão que olhar para o Brasil!
Parabéns ao Rio, cidade-sede das Olimpíadas de 2016.

OBS: Vai ser engraçado ver o Mario fazendo vela na Lagoa Rodrigo de Freitas e o Sonic correndo na região da Praia de Copacabana…

Sonic 2D HD da Sega! De verdade!

noreset_gamenews

segalogo2dcidocoelho_profileJustamente num dia “cabalístico” novenovenove e quando estou extremamente ocupado, acontece uma super novidade. Fora a notícia da chegada do Rock Band The Beatles que você já viu, e no dia do aniversário do finado Dreamcast, a Sega lançou um trailer ao mundo que, particularmente, me deixou empolgadasso.

Bom, eu sou Old School dos games, e como conversei algumas vezes com um amigo meu, chegávamos a conclusão de que se as produtoras de games fizessem os seus remakes em versões redesenhadas, usando as tecnologias que temos em mãos hoje, com certeza atrairiam muita gente nova para saber dos games das antigas.

sonic2Dsega2

E o que está rolando? A Sega vai fazer um Sonic em 2D, inédito, simples e dinâmico, como os games que marcaram a geração 16-Bits. Eu disse simples? Nah… O simples que eu digo, e acredito, deve ser a jogabilidade que marcou o Sonic do Mega Drive.

Pois de simples, pelo menos no sentido gráfico, ele não vai ter nada, pois o novo jogo vai ter o melhor da alta definição para olhos sedentos por um jogo 2D bem bonito e sem complicações tridimensionais.

sonic2Dsega

A Sega gritou aos quatro cantos do mundo gamer que o Project Needlemouse está incumbido de produzir o novo Sonic 2D, como os jogos de Mega Drive, e sem cagar as versões 3D, que acabou desgastando muito a imagem do ouriço azul. Como eu disse antes, ele vai ser em alta definição e o jogo promete. E mantenha a calma, o jogo está previsto para 2010.

sonic2Dsega3

Assista o trailer que todo mundo publicou!

Arte Gamer: novos cenários gamers feitos por designers

noreset_gamenewscidocoelho_profileFaz algum tempo que alguns blogs, como o Hadouken, citou algumas artwoks de games retrô com cenários reais. Agora, no mesmo blog, o Abduzeedo de onde surgiram as imagens, apareceram outras.

E por isso, você gamer que não tinha visto tais imagens antes, agora vai poder ver nos links dos blogs citados e pode olhar logo abaixo como que o pessoal de design usou o máximo da criatividade e um bom programa de edição de imagem para fazer tais imagens abaixo.

Boa diversão para os seus olhos!

supermario1

Super Mario Bros

Continue lendo

Tectoy (re)lança Master System

Tectoy (re)lança Master System
Apesar do seu revolucionário Zeebo, ela ainda vive de coisas retrô. A fabricante brasileira, que tem a licença da produção de consoles da Sega por aqui (Master System e Mega Drive), lançou o Master System Evolution.
O que tem nele? Resposta: Estampa do Sonic, design diferenciado, dois joysticks no formato Mega Drive 6 botões e 132 jogos na memória.
Sonic The Hedgehog, Alex Kidd In The Miracle World, Altered Beast, Golden Axe, Shinobi, Shadow Dancer, Battle Outrun, Fantasy Zone, Hang On e Renegade estão entre os jogos que vem no console.
noreset_lancamentos
image013cidocoelho_profileApesar do seu revolucionário Zeebo, ela ainda vive de coisas retrô. A fabricante brasileira, que tem a licença da produção de consoles da Sega por aqui (Master System e Mega Drive), lançou o Master System Evolution.
O que tem nele? Resposta: Estampa do Sonic, design diferenciado, dois joysticks no formato Mega Drive 6 botões e 132 jogos na memória.
Sonic The Hedgehog, Alex Kidd In The Miracle World, Altered Beast, Golden Axe, Shinobi, Shadow Dancer, Battle Outrun, Fantasy Zone, Hang On e Renegade estão entre os jogos que vem no console.

Especial Sonic 18 anos: ele vira adolescente!

noreset_especialespecialcabeça_sonic18anossonic18anos

ESPECIAL 18 anos de Sonic: ele chega a adolescência!
Pois é amigo NoReset! Eu acordei a pouco e estava pesquisando na bom e velha internet, quando me deparei uma coisa que passou meio apagada na blogosfera gamer: o Sonic fez 18 anos. Apesar do atraso de um mês, resolvi fazer um especial bacana para você que acessa este humilde blog todos os dias de sua vida. Veja o rápido vídeo, logo abaixo:
Cara… Parece que foi ontem, em mil novecentos e preto e branco, após as aulas chego na casa de um amigo, e vejo ele com o seu Mega Drive, na tela um “bichinho” azul e a tela correndo numa velocidade mais rápida que os meus olhos lerdos podiam acompanhar.
“É Sonic! Joga ae, é legal!”, diz o meu então amigo. E pela primeira vez experimentei um console da Sega. Cara, eu tinha um jogo com a qualidade dessas no meu Nes. Eu precisava conhecer e jogar mais isso, era muito bom!
Assim, aos poucos fui percebendo que não precisamos mais ser dominados por um encanador bigodudo, tinhamos um concorrente de peso e que peso. Na TV a propaganda da Tec Toy mostrava como que o Sonic do Mega Drive era muito mais superior que o do Master e ficava mais alucinado, querendo conhecer mais e mais sobre o Sonic.
Até então, na casa de outro amigo, esse que até hoje virou meu brother, estava jogando Maximum Carnage, que também é um jogo bem marcante, mas vamos falar do Sonic, né…
Voltando, ele trocou o cartucho –  até lembro do adesivo, no rodapé, tem a logomarca do Mega Drive e logo acima, um fundo azul, um baita “2” laranja e o Sonic com o seu parceiro Tails (eu devo ter esse cartucho guardado em algum armário, aqui em casa…). O início é marcante aos old gamers: “Seeeegaaaa!”
Sim, era Sonic 2 e eu ficara cada vez mais alucinado com esse personagem que marcou muito a minha vida. Ah, sim! Também não posso esquecer do Sonic Spinball, que não era tããão ruim, mas, também, não era tããããão bom…
Depois conheci, Sonic 2, Sonic 3, Sonic & Knuclkes e suas combinações com as três últimas versões de sucesso. Claro, depois conheci Sonic no Sega Saturn (ou Saturno para quem gosta dizer assim), nas versões Sonic R (que me decepcionou…), que prometia ser o grande rival de Mario e o então Super Mario Kart dos nintendistas, e claro, Sonic 3D Blast, no qual o Mega Drive, na UTI, também teve a chance de receber uma versão.
E por fim temos as versões do Dreamcast com o bem feito Sonic Adventure… E na nova geração PS2, pude jogar o Sonic Unleashed, que muita gente torceu o nariz por causa da mother fucker modificação, mas eu gostei de tudo, principalmente das músicas que vem naquele jogo e por fim, recentemente, pude conhecer o Sonic CD, que apenas 10 pessoas no Brasil conseguiram comprar e jogar o rápido mascote o famoso Sega (Mega) CD.
Esse é um pouco da minha vida na passagem pelo Sonic. Agora vamos falar sobre a história do ouriço.
O começo
Sonic the Hedgehog nasceu em 1990, a partir de uma solicitação da Sega ao seu estudo AM-8 (a Sega tinha estúdios divididos pela sigla AM, que ia do AM1 até o AM9, veja no quadro). A produtora pediu para que criassem um jogo para o seu super console de 16 Bits, Mega Drive, e que esse jogo tinha que superar a marca de um milhão de unidades vendidas.
O personagem tinha que se tornar a nova cara da Sega, abandonando o então “jankepot man” e velho parceiro, Alex Kidd, que não era tão legal e carismático (na visão da Sega) que o Mario da Nintendo. Sim, Sonic, literalmente, “puxou o tapete” do Alex Kidd, que nasceu no Master System, o console loser da Sega na batalha dos 8 Bits contra o Nes.
O ouriço azul, que nasceu dos traços de Naroto Ohsima, poderia ter sido substituído por um cachorro e até mesmo por um tatu. É meio impensável um tatu (?) como um mascote de um console…Em 1991, um cartucho com 512 KB, chega ao mundo Sonic The Hedgehog, que impressionou o mundo gamer daquela época, devido a velocidade, show de cores, músicas bem arranjadas e cenários muito bem feitos.
Esse foi o ponto de partida para ser a alternativa ao Mario e Luigi, pois Sonic e Tails mostravam que eles eram mais modernos e radicais. Depois da versão do Mega Drive, o Master System e o Game Gear receberam versões do novo mascote da Sega.
Sonic, junto com o Mega Drive foram os responsáveis pelo pontapé inicial para a “Guerra dos 16 Bits”. O sucesso do ouriço foi tão grande no Japão, que ao ser lançado no Ocidente, Alteread Beast que seria o jogo lançado junto ao então Genesis, foi deixado de lado e o cartucho do Sonic passou a acompanhar o console.
Jogos
Até maio 2006, foram vendidos mais de 44 milhões de unidades do game que teve passagem por Mega Drive/Genesis (Sonic The Hedgehog, Sonic 2, Sonic 3, Sonic 3D Blast, Sonic & Knuckles, Sonic Spinball, Dr. Robotinik´s Bean Machine, Sonic Special Stages, Wacky Worlds, Sonic Compilation com Sonic 3 in 1, Sonic Classics), Sega CD (Sonic CD), Sega 32X (Knuckles Chaotix, que sucedeu o protótipo Sonic Mars), Master System (Sonic The Hedgehog, Sonic´s Edusoft, Sonic The Hedgehog 2, Dr. Robotinik´s Mean Bean Machine, Sonic Chãos, Sonic & Tails, Sonic Spinball, Sonic Blast, Sonic Drift 2), para o portátil Game Gear (Sonic The Hedgehog 1 e 2, Dr. Robotinik Mean Bean Machine, Sonic Chaos, Sonic & Tails, Sonic Drift, Tails Adventures, Sonic 2 in 1 com Sonic 2 e Spinball, Sonic Labyrinth, Tails´Skypatrol, Sonic Blast, G-Sonic), para o console de 32 Bits que peitou o PlayStation One, Sega Saturn (Sonic 3D Blast, Sonic R, Sonic Jam) e aquele que foi o ultimo console construído pela Sega, o Dreamcast, com 128 Bits (Sonic Adventure, Sonic Shuffle e Sonic Adventure 2).
Após a desistência da Sega na produção de consoles, por alguns erros na condução do sucesso do Dreamcast, que tinha um bom hardware, produtoras de ponta, uma biblioteca de games promissora, ela resolveu sair da batalha dos consoles e virar uma fornecedora de games para as suas ex-rivais Sony, Nintendo e a parceira Microsoft, que ao meu ver usou a Sega como laboratório para o seu Xbox. E como o Sonic não tinha mais “casa”, ele deixou de ser rival do Mario e começou a fazer pontas ou dividiu a popularidade com o bigodudo do Mario na geração dos consoles mais poderosos.
Os consoles que receberam os jogos do Sonic na geração em que a Sega abandonou a fabricação de hardware foram o Nintendo Game Cube (Sonic Adventure 2: Battle, Sonic Mega Collection, Sonic Adventure DX, Sonic Heroes, Sonic Gems Collection, Shadow the Hedgehog, Sonic Riders) o portátil da Big N, Game Boy Advance (Sonic Advance, Sega Smash Pack, uma coletânea dos jogos da Sega com Sonic Spinball), Sonic Advance 2, Sonic Pinball Party, Sonic Battle, Sonic Advance 3, Sonic the Hedgehog Genesis) o outro portátil Nintendo DS (Sonic Rush, Sonic Rush Adventure, Mario & Sonic at the Olympic Games, Sega Superstars Tennis, Sonic Chronicles: The Dark Brotherhood, Mario & Sonic at the Olympic Winter Games, Sonic & Sega-All Stars Racing, que sairá em 2010), o console revolucionário Wii que recebeu várias versões do ouriço (Sonic and the Secret Rings, Mario & Sonic at the Olympic Games, Sonic Riders:Zero Gravity, Sega Superstars Tennis, Super Smash Bros Brawl, Sonic Unleashed, Sonic and the Black Knight, Mario & Sonic at the Olympic Winter Games, Sonic & Sega-All Stars Racing em 2010), o Sony PlayStation 2 que nasceu durante a morte da “maquina dos sonhos” (Sonic Heroes, Sonic Mega Collection Plus, SEGA Superstars, Sonic Gems Collection, Shadow the Hedgehog, Sonic Riders, Sonic Riders:Zero Gravity, Sega Superstars Tennis, Sonic Unleashed, Sony PlayStation 3, Sonic Next-Gen, Sonic Unleashed, Sonic & Sega-All Stars Racing) e o portátil Sony Playstation Portable (Sonic Rivals, Sonic Rivals 2).
A ex-parceira no Dreamcast e atual produtora de jogos do Microsoft Xbox também ganhou versões do Sonic (Sonic Heroes, Sonic Mega Collection Plus, Shadow the Hedgehog, Sonic Riders), e claro, O Xbox 360 também continuou recebendo jogos do ouriço (Sonic Next-Gen, Sega Superstars Tennis, Sonic Unleashed e Sonic & Sega-All Stars Racing que vai ser lançado em 2010).
Mutação
De Sonic “Ronaldo” a  Sonic “Lipoaspiração”
A imagem, que foi extraída do Kotaku tem a ver com o título, para perceber como que o Sonic evoluiu. Antes ele era mais baixinho e até gordinho, como o Ronaldo, mas após 18 anos, o pessoal do Sonic Team deram um trato no mascote da empresa: fizeram lipo, cuidaram do cabelo, da pele, esticaram ele e por fim deram olhos verdes. O Sonic de 1990 não é o mesmo de 2009. Pois, o Sonic de hoje ficou mais alto, magro e com um design mais para radical do que para “ai, que bunitinhoooo”. Olha aí.
Plataforma
2D consolidou o sucesso do Sonic
Um dos grandes motivos do sucesso do Sonic, que também contou com a potência do Mega Drive, foi a simplicidade nos controles, cenários ricos, vivos e bem coloridos e um dinanismo jamais visto no mundo dos games. Ele é um personagem que teve a ousadia de correr por meio de pistas com loopings, e voar em forma circular, como uma bolinha de prata que encontramos num jogo de pinball de qualquer shopping.
O ourico azul ajudou a encher os cofres da Sega, que quase foi para o buraco, com o “Crash dos Videogames”, em 1983 e ao mesmo tempo estimulou a Nintendo, que estava acomodada com o sucesso do seu 8 Bits e ao mesmo tempo a Atari estava caindo no esquecimento dos gamers por não inovar e manter a mesmice de pixels e animações estáticas, que já consolidaram a história dos games.
Mas, claro, como o Mario que coleta moedas para ganhar vidas, Sonic coleta argolas douradas, que o ajudam e defendem contra as ameaças, os robozinhos construídos por Eggman (ou Robotinik) controlados pelos inofensivos bichinhos da natureza.
E por incrível que pareça, apareceram alguns chatos, que querem aparecer mais que o jogo, falando que o Sonic não era tão bom, por ter poucos comandos e o personagem iria apenas para uma direção. Mas, os comentários caíram no esquecimento e Sonic continuou sobrevivendo uma geração seguida da outra.
Ouriço do 3D pode conseguir o mesmo sucesso do 2D?
Muita gente old gamer, como eu, que já jogou Sonic diz que o mascote da Sega está perdido no tempo. Ele tinha jogos muito bons na geração dos 16 Bits, mas na nova geração, com muitas mudanças, o ouriço da Sega tem que enfrentar o desafio de recuperar a mesma popularidade de antes. A sensação de muita gente que falou comigo é que o Sonic já não é mais o mesmo depois que a Sega deixou de fazer consoles, pois agora qualquer ideia mal elaborada vira um jogo do Sonic.
Para muitos, após os primeiros jogos do Dreamcast (Sonic Adventure 1 e 2) o Sonic perdeu aquele brilho dos 16 Bits. Agora, as novas apostas da Sega estão nos jogos Sonic Unleashed e Sonic Black Knight que tiveram bons elogios da crítica gamer. E resta para os mais nostálgicos que um dia, a Sega volte a fazer um console tão bom como os daqueles que foram feitos nos bons tempos para assim Sonic recuperar a popularidade de antes.
Curiosidades do mascote da Sega
Criador do universo – O pai da criança foi o programador do primeiro jogo foi Yuji Naka, que se iria tornar mais tarde o chefe da divisão Sonic Team, e o planeador do jogo foi Hirokazu Yasuhara. O jogo foi criado em 14 meses.
Música – A música dos dois primeiros jogos Sonic the Hedgehog para a Mega Drive foi criada por Masato Nakamura da banda japonesa de J-Pop, Dreams Come True, todas foram feitas exclusivamente para o jogo.
Vilão – O Dr. Robotinik (ou Eggman) teve inspiração no presidente norteamericano Theodore Roosevelt, que governou os Estados Unidos entre 1901 a 1909. http://pt.wikipedia.org/wiki/Theodore_Roosevelt
Porsche azul – O Sonic é azul e rápido porque o criador Yuji Naka é apaixonado por velocidade e ele é dono de um Porsche azul.
Não! Ele é azul por causa do logo – Outros especulam que o Sonic é azul por causa da logo da Sega.
Sonic Sayadin- O Super Sonic, do Sonic The Hedgehog 2, que se transforma com as sete Esmeraldas do Caos, foi inspirado na série Dragon Ball Z, quando o Goku e sua família Sayadin tem a possiblidade de se transformar em Super Sayadin. E quando você joga o Sonic & Knuckles com Sonic 3 e pega as 14 esmeraldas do jogo, o Sonic vira o Hyper Sonic, que é muito mais forte que o Super e pode destruir todos os inimigos da tela quando o pulo é pressionado por duas vezes. O criador do Sonic é fã da série da Toei Animation.
Ashura Sonic – Um bug do game, conhecido também por Sonic Punk, fez com que o ouriço ganhasse o apelido de Ashura Sonic. Isso aconteceu por causa de m erro na paleta de cores do Sonic 2.
Michael fez a musica do Sonic – No auge da crise do rei do pop, em 1993, Michael Jackson, que já foi personagem de um game da Sega, o Moonwalker, teria sido o compositor do Sonic The Hedgehog 3.
Com a evolução da crise judicial e de imagem que ele enfrentava, ele tinha abandonado o barco. Assista abaixo o vídeo em inglês e confira com seus próprios ouvidos. http://www.youtube.com/watch?v=JbVM-l2Oku4
Frank Sinatra inspirou a Sega – Outra teoria maluca é que o cantor inspirou o tema da fase Marble Zone, de Sonic The Hedgehog http://rapidshare.com/files/102390954/www.thefouron.com_-_Sonic_marble_zone_song.zip.html
Knuckles, carreira solo – No jogo de 32X, Sonic ficou de fora naquele que seria o Sonic 4. Porém, a Sega rasgou os planos e o jogo solo Knuckles Chaotix foi o único da Sega no qual o personagem azul ficou de fora.
HQ – Sonic tinha um anime. A Sega lançou duas OVAs que poderiam evoluir para uma série no Japão, mas novamente, a Service Games cancelou a ideia. No fim, as OVAs viraram Sonic The Hedgehog: The Movie, que nem deu as caras aqui no Brasil. Ele foi distribuido apenas nas salas de cinema da Europa e dos Estados Unidos.
A “mina” do Sonic – Amy Rose apareceu num mangá do Sonic em 1992 e ela estreiou apenas no Sonic CD do Sega CD.
Super Sonic Bros? Não mesmo! – Quase tivemos um Super Sonic, mas o Sonic Team segurou o nome Sonic.
Sonic em 3 plataformas pela primeira vez – Em 2003, o game Sonic Heroes foi o primeiro jogo do Sonic a ser lançado para 3 sistemas de empresas diferentes: o Nintendo Game Cube, Microsoft Xbox e Sony Playstation 2.
SNK – Porém, a primeira vez de verdade foi mesmo com a SNK (de KOF e Fatal Fury), com o game Sonic Pocket Adventure, para o portátil Neo Geo Pocket, em 1999.

cidocoelho_profilePois é amigo NoReset! Eu estava pesquisando na bom e velha internet, quando me deparei uma coisa que passou meio apagada na blogosfera gamer: o Sonic fez 18 anos.

Apesar do atraso de mais de um mês, fiz um especial bacana para você que acessa este humilde blog todos os dias de sua vida.

Veja o rápido vídeo, logo abaixo:

Continue lendo

Cartazes do cinema com Peach, Daisy, Mario e Sonic

noreset_fuleiragenscidocoelho_profileA arte gamer que encontrei no The Daily What é bem interessante. Um  sonhador (ou sonhadora), conhecido por KittyPaint, que tem um site de desenhos no Devian Art, fez um cartaz de um filme entre as princesas da Nintendo.

O filme seria o Princess Bride Wars. Como você vê na imagem abaixo.

crossoverpeachdaisy

Além disso, o criador dos desenhos fez um cartaz de um “filme” com os personagens Mario e Sonic, após os Jogos Olímpicos, num cenário, no mínimo, anos 60…

AFTER_the_olympics__by_KittyPaint

 

Você pode conferir mais desenhos clicando aqui.

Sacrilégio! Joguei Sonic and the Black Knight e… gostei!

noreset_analisesatbk0fernandiouehara_profileNota: 8

Posso não estar inovando aqui, mas esse é um review diferente por dois motivos. O primeiro é que coloquei a nota no início do texto. O segundo é que esse é um review sob o ponto de vista de alguém doido que jogou o mais novo jogo do mascote da Sega, Sonic and the Black Knight, pro Nintendo Wii, e gostou do jogo. Antes de tudo, a polêmica espada. Esse NÃO É, eu repito, NÃO É um beat ‘em up. Ainda é um jogo do Sonic. Se você enxergar só a espada e querer matar tudo que vier pela frente, o jogo é um lixo. Agora, se você conseguir enxergar QUEM é o protagonista, vai se divertir muito mais.

Quando estreou no Mega Drive, Sonic bateu de frente com Mario através de jogaços que mostravam todo o potencial da recém-chegada era dos 16-bits, com sua velocidade absurda e gráficos muito acima de tudo que já tinha sido visto. Aí, chegou a era dos jogos 3D, e o ouriço azul nunca mais foi o mesmo. Jogos medíocres conquistaram uma má fama diante do público, e a cada jogo novo anunciado, jogadores já olham desconfiados. Os menos esperançosos sequer dão chance, já torcendo o nariz e falando mal do jogo antes mesmo de ele ser lançado.

Sonic and the Black Knight tinha tudo para ser mais uma pá de terra na cova do mascote da Sega. Com seu apelo casual e suas incessantes coletâneas de minigames, o Wii provavelmente é o console mais odiado pelos jogadores “hadcore”. A mais nova empreitada de Sonic não só é exclusiva do console da Nintendo, como também traz uma adição que logo foi rejeitada e ridicularizada pela maior parte dos jogadores, a famigerada espada.

Enfim, a nota já está lá em cima. Agora, você sabe que eu gostei do jogo. Se você é do tipo que não quer saber, e SABE que não tem como um jogo novo do Sonic ser bom, mesmo sem ter jogado, ignore, pule pro próximo post, vá ler um gibi. Agora, se você está curioso, continue lendo esse review, meu primeiro review no NoReset, onde uso um recurso pouco visto nessa página: o salto interdimensional. Aviso de post longo! Continue lendo