• _

Sacrilégio! Joguei Sonic and the Black Knight e… gostei!

noreset_analisesatbk0fernandiouehara_profileNota: 8

Posso não estar inovando aqui, mas esse é um review diferente por dois motivos. O primeiro é que coloquei a nota no início do texto. O segundo é que esse é um review sob o ponto de vista de alguém doido que jogou o mais novo jogo do mascote da Sega, Sonic and the Black Knight, pro Nintendo Wii, e gostou do jogo. Antes de tudo, a polêmica espada. Esse NÃO É, eu repito, NÃO É um beat ‘em up. Ainda é um jogo do Sonic. Se você enxergar só a espada e querer matar tudo que vier pela frente, o jogo é um lixo. Agora, se você conseguir enxergar QUEM é o protagonista, vai se divertir muito mais.

Quando estreou no Mega Drive, Sonic bateu de frente com Mario através de jogaços que mostravam todo o potencial da recém-chegada era dos 16-bits, com sua velocidade absurda e gráficos muito acima de tudo que já tinha sido visto. Aí, chegou a era dos jogos 3D, e o ouriço azul nunca mais foi o mesmo. Jogos medíocres conquistaram uma má fama diante do público, e a cada jogo novo anunciado, jogadores já olham desconfiados. Os menos esperançosos sequer dão chance, já torcendo o nariz e falando mal do jogo antes mesmo de ele ser lançado.

Sonic and the Black Knight tinha tudo para ser mais uma pá de terra na cova do mascote da Sega. Com seu apelo casual e suas incessantes coletâneas de minigames, o Wii provavelmente é o console mais odiado pelos jogadores “hadcore”. A mais nova empreitada de Sonic não só é exclusiva do console da Nintendo, como também traz uma adição que logo foi rejeitada e ridicularizada pela maior parte dos jogadores, a famigerada espada.

Enfim, a nota já está lá em cima. Agora, você sabe que eu gostei do jogo. Se você é do tipo que não quer saber, e SABE que não tem como um jogo novo do Sonic ser bom, mesmo sem ter jogado, ignore, pule pro próximo post, vá ler um gibi. Agora, se você está curioso, continue lendo esse review, meu primeiro review no NoReset, onde uso um recurso pouco visto nessa página: o salto interdimensional. Aviso de post longo! Continue lendo