• _

Press Start #4 com cobertura exclusiva Gamescom ’09

Quarta edição da Press Start!

Para ler a revista online basta apenas clicar na imagem!

Atenção galera! Já está disponível mais uma edição da revista digital Press Start!

Essa edição tem como seu destaque uma cobertura completa da Gamescom (evento que ocorreu na alemanha e já é considerado a maior feira de games da europa) onde o redator Marcos Ruehle esteve presente e conferiu todas as novidades apresentadas por todas as empresas.

E muito mais!
-Spam!
-Drops!
-Select!
-Play! – Sinta toda a magia da melodias de Kingdom Hearts
Utada Hikaru – Conheça um pouco mais sobre a Diva dos Games
Daily Quest! – Nova sessão na área! MMORPGS levados ao max level
10+ Jogos sem o botão de pulo – Em alguna games vales tudo, menos dar pulinhos
Tectoy, Do Zillion ao Zeebo – Os altos e baixos da empresa do surgimento aos dias atuais
Entrevista: Gisele Henriques – Autora do livro Gamemanida troca uma idéia com a redação
Exposição Gameplay – Itaú Cultural apoia evento sobre games em São Paulo
W-indie – Toda liberdade e criatividade que só os indies oferecem
Retroviews:
-Killer Instinct
-Final Fight 2
-Power Athlete
-Megaman X
Reviews:
-Crisis Core: Final Fantasy VII
-Fuel
-Patapon
-Persona IV
-Indigo Prophecy (Fahrenheit)
Preview:
-Assassin’s Creed 2
Breeding Games – Temos que Pegá-los!
VS Mode – Qual o melhor? PS3, Xbox360 ou Wii?

Faça o download gratuito em qualquer um desses meios:
Easyshare:
http://www.easy-share.com/1908111740/PressStart!#4.pdf

Megashare:
http://www.MegaShare.com/1529495

4shared:
http://www.4shared.com/file/140517079/81331470/Press_Start_4.html

Megaupload:
http://issuu.com/ezfproject/docs/press_start___4_-_issuu

Zshare:
http://www.zshare.net/download/668949219d63f163/

Reviews: as vezes, um 8 é melhor que um 10

noreset_analisefernandiouehara_profileDomingão de carnaval, muita festa, folia e tudo mais que é típico nessa época do ano toma o país inteiro. Mas gamers que curtem carnaval são raros, então a maioria de nós aproveita o feriadão pra viajar e fazer coisas sem relação alguma com as festividades, como jogar videogame, é claro!

Muita gente recorre aos reviews em sites e revistas antes de comprar um jogo. Muita gente também acaba pulando o texto e indo direto para as notas. Muitos bons jogos sempre são lançados no fim de cada ano, para aproveitar o Natal e as férias, época em que os bolsos dos jogadores estão mais generosos. Notas 9 e 10 saltam das páginas de revistas e sites especializados, uma verdadeira chuva de elogios a jogos de todos os tipos. Mas e os que recebem notas 7 e 8 são tão inferiores assim? Quem sabe, você não acaba achando uma jóia que, por algum motivo, recebeu nota 6 ou menos na sua revista preferida?

Um jogo nota 6 pra qualquer pessoa pode ser nota 8 ou mais pra você. E mais, videogames existem para divertir, não para fazermos cálculos e comparações. A menos que você seja um fanboy cuja maior diversão seja falar mal dos videogames que você não tem. Jogos com notas baixas podem divertir, sim. Gosto é gosto, e cada um tem o seu. Afinal, reviews são opiniões, não ciência exata.

gamereviewsbleh2A maioria dos grandes lançamentos recebem notas acima de 9. Culpa da mídia ou mérito dos desenvolvedores? Eu diria nem um nem outro, é mais “culpa” dos desenvolvedores. Hoje em dia, é muito mais cômodo caprichar em um FPS padrão que tem público garantido do que reinventar um gênero ou criar uma nova propriedade intelectual, com sérios riscos de não agradar ao público e tomar prejuízo. Ao invés disso, faça um jogo de tiro/ação com gráficos realistas e multiplayer online, e garanta suas vendas e suas notas 9!

Aliás, o sistema inteiro de notas é furado. Em uma escala de 0 a 10, a média não é 5. Jogos com nota 5 são horríveis na opinião da maioria dos analistas. A média varia, dependendo do tipo de jogo. Se é um FPS, a média é 9. Se é continuação de alguma franquia consagrada, a média é 8. Pra jogos de Wii, nota 7 já tá de bom tamanho. E não é fanboyismo, é a avaliação dos aspectos técnicos.

O dever dos veículos de mídia é informar, e a maioria dos reviews não mente. Profissionais avaliam os aspectos técnicos, e a qualidade de muitos dos jogos com grandes investimentos é indiscutível, por mais genérico que seja. No caminho inverso, muitas vezes ideias inovadoras são mal executadas, gerando porcarias que você nunca jogou antes, mas ei, é inovação!

Onde eu quero chegar com isso? Notas não interessam, o que interessa é aquilo que você gosta de jogar. Eu, por exemplo, não sou muito chegado em jogos de tiro controlados com os analógicos, por isso não interessa se tal jogo teve notas perfeitas em todos os sites e revistas, eu não vou comprar. Já jogos de futebol são todos horríveis e mal programados, merecendo no máximo uma nota 7, mas como eu adoro futebol, acabo jogando. Outro exemplo particular é Mario Galaxy. Na minha opinião e na opinião de muita gente, um jogo perfeito, eu aluguei, joguei e até gostei, mas meu jogo preferido mesmo é uma sólida nota 8. E por mais que eu goste, não daria nota 10 devido a uma série de fatores que poderiam ser melhorados.

É isso. Se você odeia jogos de luta, esqueça que Street Fighter IV é o jogo do momento e ignore as notas altíssimas que com certeza estão pipocando em todos os cantos. Se você gosta mesmo é de jardinagem, vá atrás daquele jogo que todo mundo odeia e recebeu notas baixas, você pode se divertir por algum tempo.