• _

Sai lista de classificados da BRGames 2009

noreset_plantaobrgameslogo
cidocoelho_profileLembra-se do BRGames? Aquele programa do governo federal que quer estimular a indústria brasileira de games?

Pois é,  foi divulgado a lista de classificados que receberão o incentivo do governo, entenda como grana, para desenvolver um jogo para o mercado. Dos 20 projetos pré-classificados, 6 de empresas e 14 de pessoas físicas, sobraram dez. Por isso, veja a lista abaixo:

brgames1brgames2

“O programa BRGames tem como objetivos gerais o fomento ao desenvolvimento da indústria de jogos eletrônicos no Brasil, o fomento à participação da indústria brasileira de jogos eletrônicos no exterior e o estimulo à criação de ambientes de mercado para o jogo eletrônico brasileiro no país”, diz o site do programa.

O BRGames um programa da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura e Sociedade Brasileira para Promoção da Exportação de Software – SOFTEX, que tem o apoio institucional do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica – FILE e da Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos – Abragames.

Tá caro fazer jogo!

Games NoResetTá caro!

Há vinte anos produzir um jogo não era tão caro para as produtoras. Mas, com o avanço da tecnologia foi necessário o investimento em supermáquinas e profissionais bem qualificados.

Isso provoca uma restrição para as empresas produtoras de jogos, principalmente as pequenas.

Um exemplo é a Namco que com o seu mascote – Pac-Man – criado por um funcionário da produtora, a produtora pagou cerca de US$ 3 mil pelos direitos do mascote comedor e a desenvolvedora gastou cerca de US$ 100 mil, equivalente a US$ 215 mil nos dias de hoje com inflação, ou mais de 400 mil reais, para produzir a primeira versão do game e ganhou milhões.

A BBC News publicou um artigo apontando que a produção de um jogo de médio porte para o PlayStation 3 custa mais de US$ 15 milhões, sem os gastos com publicidade.

Com isso, as produtoras não conseguem avançar nos lucros como as fabricantes de plataformas e vê o seu orçamento mais curto ou o fechamento das emrpesas.

Segundo Philip Oliver, CEO e fundador da produtora inglesa Blitz Games, os custos triplicaram devido a complexidade da produção dos jogos, principalmente com os avanços na produção gráfica e de alta definição em que são necessários mais investimentos em tecnologia e pessoal, gerando grandes gastos e aumento nas folhas de pagamento.

“Os custos aumentaram demais na parte gráfica. Nós entramos em uma era de jogos com vídeo de alta-definição. Isso fez com que o tamanho das equipes tivesse que aumentar nessa área, para que novas ferramentas para essa função fosse criadas, e geralmente levando os custos às alturas. Isso está causando de verdade um severo impacto na indústria”, declarou Oliver.

É antes de pensar em fazer uma produtora, pense duas vezes, pois para produzir games você precisa de cada vez mais e mais grana para ser queimada, sem garantias de retorno.