• _

Briga na Campus Party

noreset_especialcampuspartylogocidocoelhoApós a confusão com os a Banda Leme (aquela que tocou funk), aconteceu uma briga entre dois jovens na área das barracas.

Assim que os seguranças souberam do ocorrido, vários homens de preto foram para área das barracas, separar a briga e impediram a entrada dos campuseiros até a solução do problema.

De acordo com algumas informações, os dois foram expulsos. Alguns campuseiros explicaram que pode ter álcool envolvido nisso.

Confira o vídeo:

rodape_noresetnet3

Batismo digital aos menos favorecidos

noreset_especialcampuspartylogo
cidocoelhoPara incentivar os menos favorecidas a aplicar a tecnologia em suas vidas, o Batismo Digital 1.0 e 2.0 da área de Inclusão da Campus Party Brasil 2009 já está cumprindo seu papel. Em média 800 pessoas passam diariamente pelo módulo com 200 computadores, acompanhadas de monitores treinados para despertar o interesse pela sociedade em rede em gente de diferentes idades.

image001

O espaço, na área Expo e Laser, tem sido visitado não só pelas caravanas agendadas pela organização,mas também por visitantes do evento em geral, que usam os computadores para entrar na Internet, jogar e se comunicar pelas redes sociais. “Estamos notando que muitas pessoas já chegam com um conhecimento mínimo de computação e web, mas há também muitos casos de gente que chega aqui para ser batizada propriamente. São idosos, adultos e crianças que querem entrar para o mundo digital”, comentou Raul Luiz, coordenador da área, que conta com as versões de batismo 1.0 (pra quem nunca teve acesso a um computador) e 2.0 (para os que já tem um conhecimento mínimo).

Joana Henrique de Lima, 56 anos, e seu neto Gustavo, 7 anos, são exemplos da inversão dos modelos tradicionais de batismo. No digital, os mais velhos é que são os menos experientes. “Acabei de criar meu email e queria que tivesse algo a ver com vovozona. É que a criançada do bairro me chama assim”, brinca Joana, moradora do CDHU Jardim Tropical, em Perus, que trouxe toda a família para a Campus Party. “Estou achando tudo muito diferente. Nunca tinha visto tanto computador junto”, conta ela.

Já o pequeno Gustavo não tirou os olhos da tela, que estava se divertindo, tentanto colocar bananas na boca de um gorila em um jogo online. “Já tinha usado os computadores lá do CEU (Centros Educacionais Unificados) de Perus, mas aqui é diferente: tem mais gente, mais computador e eu posso ficar jogando durante um tempão”, diz o garoto. E a vovó? “Agora estou tentando entrar no Orkut. Quero me comunicar com o mundo todo”.

rodape_noresetnet3

Confira a entrevista do criador da “www”, Tim Berners-Lee

noreset_especial
campuspartylogo
3213299560_57c8e2ec93

cidocoelhoNesta terça-feira, o criador da World Wide Web (WWW) falou sobre a Web Semântica, dentro do Momento Telefônica. Em coletiva para a imprensa, Berners-Lee destacou sua preocupação de que a web funcione como infra-estrutura crítica para a sociedade

A palestra de Tim Berners-Lee “O futuro da Web – e isso é só o começo: olhando os próximos 20 anos”, no primeiro Momento Telefônica da Campus Party Brasil 2009, acabou com um recado para os mais de 6 mil campuseiros inscritos no evento. “É muito importante que a Internet permaneça aberta. O futuro está nas mãos de vocês. Se o browser que você usa não tem padrões abertos, não use esse browser. Vocês fazem a escolha. Vocês estão no controle”, finalizou o criador da World Wide Web (WWW), ovacionado pelo público.

Durante a apresentação de 45 minutos, Tim Berners-Lee primeiramente rememorou o início de seu trabalho, há 20 anos, que tinha o objetivo de reunir dados dispersos e incompatíveis, no que mais tarde deu origem a World Wide Web. Em seguida, ele se aprofundou na explicação da Web Semântica ou Internet 3.0, extensão da Internet atual que poderá permitir aos computadores e humanos trabalharem em cooperação. Ela seria capaz de organizar e usar todo o conhecimento disponível na rede de forma mais inteligente, misturando dados de fontes diferentes instantaneamente, a partir de dados abertos e linkados entre si. “A coisa mais importante quando vocês forem desenvolver alguma coisa na web é a universalidade. Você tem que ser capaz de utizá-la independentemente da plataforma, do sistema operacional, do browser ou da cultura que você esteja utilizando”, disse Berners-Lee.

Antes da palestra, o pai da WWW se reuniu com a imprensa e respondeu questões relativas aos seguintes temas:

Obama

“Uma das grandes coisas que Barack Obama já falou a respeito de tecnologia é que os dados sobre o governo estarão abertamente disponíveis, de forma acessível. Há uma nova onda de informações linkadas se espalhando por todas as áreas. O governo Obama chegou na hora certa, para contribuir com esse movimento por meio da abertura das informações relacionadas ao governo”.

Futuro

“A web é uma grande plataforma, e o importante é que é uma tela em branco, sobre a qual todos poderão fazer coisas com as quais eu nunca sequer sonhei. Há muitas coisas interessantes nascendo, como os dados linkados, a presença da web nos telefones celulares, que será especialmente importante em áreas rurais, por exemplo, onde a presença dos computadores é menor. Estamos começando uma Web Foundation, que pretende fazer da web algo conectado de forma humana. O importante para o futuro é pensar nos 80% da população que, hoje, não usam a internet: como a internet vai funcionar para essas pessoas? Uma das questões importantes para a missão da Web Foundation é que a web funcione como infraestrutura crítica para a sociedade. Por isso é importante que as universidades desenvolvam a web science, para entender tanto os aspectos técnicos quanto sociais da rede. Os telefones celulares serão muito importantes, mas a web sempre será acessada de formas diversas: às vezes eu preciso de coisas dentro do bolso, mas quando eu chego em casa quero uma tela de 52 polegadas, de resolução perfeita… O importante é que a web funcione de formas variadas”.

Web 3.0

“A Web 2.0 foi uma experiência muito frustrante para os usuários, porque eles colocam todas as informações em uma página e, quando acessam uma outra página, não podem usar aquele mesmo conteúdo. As redes sociais devem ser um sistema aberto, em que você controla seus dados, e essa informação pode ser usada por pessoas e sites diferentes. Você decide o que colocar e que uso isso vai ter, mas a partir de então é algo aberto. Essa é a visão de uma rede natural, feita de pessoas. Parte da ideia da rede de dados abertos linkados é a de ser a ‘rede de um amigo do amigo’: é uma rede de sites nos quais você concorda em ter seus dados. Você controla os seus dados, não uma empresa”.

Uso da Internet Semântica

“Hoje eu vejo a Internet Semântica como um movimento pelos dados abertos e eu encorajo a todos a colocarem seus dados linkados na Internet para que outros os possam utilizar. No futuro, as empresas e o governo irão nos fornecer os dados brutos e com eles poderemos fazer coisas fantásticas. Eles, por exemplo, não precisarão gastar com publicidade, já que as pessoas poderão fazer seus próprios catálogos a partir desses dados brutos”.

Sociedade

“Devemos tomar cuidado com novas formas de sociedade: tivemos vários exemplos desastrosos ao longo da história. O interessante é que em diferentes comunidades da rede as pessoas estão lidando com novas formas de democracia e de meritocracia: de como nós, como um grande grupo, tomamos uma decisão com base na maioria, mas também sabermos reagir quando nos damos conta que a minoria estava correta. Estou muito animado com os movimentos que tenho visto nesse sentido dentro da web”.

3213274774_28af777832

Pedofilia e crimes na internet

“Claro que esses são assuntos que nos preocupam a todos, mas o que você vê na web é simplesmente a humanidade: com seus aspectos horríveis, outros maravilhosos. A Internet é uma ferramenta poderosa. A informação é algo poderoso, que pode ser usado para coisas horríveis ou para coisas excelentes. Mas sou otimista quanto à humanidade, porque no final das contas, quando nos juntamos para resolver os problemas, acho que acabamos fazendo mais bem do que mal”.

Segurança e privacidade

“Talvez nosso padrão mude nos próximos anos, porque uma mudança importante seria escolher especificamente para que fim será usada a informação que colocamos na rede. No futuro, será muito fácil ter acesso ao conteúdo, mas uma empresa não poderá utilizar essa informação para um fim indevido”.

Internet provida pelo governo?

“Nos EUA, eu tenho a opção entre diversos provedores comerciais, um deles que leva fibra ótica até minha casa. Em outros países, as pessoas podem decidir que o governo seja o provedor, mas tem a ver com a cultura de cada lugar. Mas eu gosto do sistema que permite a concorrência comercial e a escolha da empresa que eu quero oferecendo conteúdo”.

Interatividade na Internet 2.0

“A Internet pode ser muito mais interativa. No momento em que os dados forem abertos, a Internet vai poder se alimentar muito mais de aplicativos e vai se tornar muito mais poderosa”.

Twitter

“É uma nova forma de comunicação. Hoje há tantas coisas fascinantes na Internet que eu não tenho favoritos. Sempre que há uma novidade, uma coisa que é a mais quente do momento, pode ter certeza que há outra logo atrás, chegando para tirar seu lugar”

rodape_noresetnet3

Segundo dia começa com cursos, palestras e entrevista

noreset_especialcampuspartylogo
3212390855_9d5f453593cidocoelhoAcordei há pouco tempo, e dei uma circulada pelo Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, local da segunda edição da Campus Party Brasil 2009.

Já tem alguns estandes disponiveis, como da Nintendo, do site de fotos do Yahoo!, o Flickr, a praça de alimentação foi aumentada mas também não vale a pena comer lá pois os preços estão muito salgados – depois conto com mais detlahes.
3213231690_a649ee80f2

Na área dos campuseiros, a paz reinava entre as barracas, com exceção de alguns sons, que não vou reproduzir aqui com muita gente roncando. Além disos na área Campus Blog, Media, Robótica, Desenvolvimento, Games, Sotware Livre aconteciam palestras e curos de PHP, XHTML, oportunidades de carreira – para proffissionais de TI. Enfim, havia palestras para todos os gostos e públicos.

3213228964_fc1121c0c6

E lá tinha um estande com um filminho em alta definição no estande de uma tv por assinatura que transmitia o sinal da HBO HD.

O final da manha foi com uma entrevista coletiva com o criador do World Wide Web – Tim Berners-Lee – que respondeu em 25 minutos muitas perguntas, que depois colocarei os pontos altos dessa conversa.

Agora eu e o meu amigo jornalista José Luís Freitas vamos sair do Centro de Exposições para almoçar, recuperar as forças para o segundo round desse dia que não acaba na Campus Party Brasil 2009. Ainda bem!

rodape_noresetnet3

Emprego: Google e Microsoft também passam o facão

noreset_technews
microsoft-google

Cido CoelhoFaz tempo que o facão não trabalha assim hein? Agora ele está nas mãos das poderosas Google e Microsoft que também vão demitir funcionários para cortar gastos. O Google anunciou que vai demitir 100 recrutadores de pessoal e fechará três escritórios de engenharia, já a Microsoft considera a possibilidade de cortar vários postos de trabalho em várias divisões da companhia.

De acordo com o Wall Street Journal, a Microsoft  poderá demitir durante a divulgação dos resultados trimestrais. A empresa de tecnologia tem cerca de 91 mil empregados no mundo.

Porém antes de cortar a Microsoft vai estudar outros meios para tentar salvar a cabeça dos seus colaboradores.

Do lado do Google, a empresa divulgou que vai precisar de uma quantidade menor de pessoas dedicadas à contratação de funcionários. Isso porque a empresa cortou trabalhadores terceirizados e reduziu alguns benefícios dos funcionários. Esse pode ser o primeiro corte de empregados “full-time” da história da empresa, que foi fundada em 1998, começando como um simples buscador na internet.

Veja os dados das duas gigantes de tecnologia:

Os dados foram tirados do site Top Rated

microsoft-vs-google-the-battle

Idade:
Google: 10 anos;
Microsoft: 33 anos.

Rendimento nos últimos 4 trimestres:
Google: US$19.6 bilhões;
Microsoft: US$60.4 bilhões.
Rendimentos da Microsoft quando completou 10 anos: US$140 milhões (US$279 milhões em dólares de hoje)

Rendimento por hora nos últimos 4 trimestres:
Google: US$2.2 milhões
Microsoft: US$6.9 milhões

Lucro nos últimos 4 trimestres:
Google: US$4.85 bilhões
Microsoft: US$17.6 bilhões

Número de empregados
Google [dados de 30 de junho]: 19,604
Microsoft [dados de 31 de maio]: 89,809

Rendimento por empregado:
Google: US$1 milhão
Microsoft: US$672,000

Valor de mercado:
Google: US$142 bilhões
Microsoft: US$241 bilhões
Número de empresas com valor de mercado maior que o do Google: 3 (Microsoft, IBM. e Apple, nessa ordem)

Buscas em todo o mundo (julho):
Google: 48.7 bilhões
Microsoft: 2.3 bilhões

Buscas por hora em todo o mundo (julho):
Google: 65 milhões
Microsoft: 3.1 milhões

rodape_noresetnet3

“Google” para os católicos

noreset_technewscatholicgoogle

Cido CoelhoSe você tem medo de fazer uma pesquisa no Google e achar coisas feias, pecadoras e indesejáveis, use o CatholicGoolge.

O objetivo é ser uma opção para ter o melhor modo de os bons católicos navegarem na internet. O site tenta bloquear sites com conteúdo impróprio, como filmes pornôs e dá mais visibilidade para os sites relacionados com a Igreja Católica.

Quando você digita “gay”, o CatholicGoogle mostra sites que tratam da relação entre o homossexual e a igreja.

Apesar de levar o nome do Google, o “Catholic” não tem relação com o mega site de buscas. Ele apensas usa o sistema de buscas do Google para filtrar os resultados.

Nota: Quando eu vi a matéria na Folha de S.Paulo e acessei o site e tinha a logo do CatholicGoocle com o uso da marca Google. Agora que resolvi postar este texto e entrei no site para capturar a imagem, o site mudou a logomarca e passou a se chamar Cathooogle. Será que o bicho pegou para o lado deles?
cathoogle

INFORMAÇÕES COM FOLHA ONLINE

rodape_noresetnet3

Facebook é uma nação digital

noreset_caray

Cido CoelhoO Facebook, que é a maior rede social do mundo, e principal concorrente do Orkut no Brasil, comemora o recorde em números de membros: 150 milhões de usuários

O CEO Mark Zuckerberg explicou no blog oficial da empresa que metade desses membros, acessa o Facebook todos os dias.

Apesar dessa comemoração, o executivo ainda não achou uma forma de inserir publicidade na rede social sem que agridam ou afugentem os internautas. A própria empresa não pode fazer muito porque ela não pode atropelar o próprio termo de privacidade que criou para os membros. Isso prque o número de acessos às propagandas por meio de uma rede social é menor que em portais: 57% e 79% respectivamente, segundo o instituto norte-americano IDC.

O número de 150 milhões de usuários no Facebook é superior ao número de habitantes na Rússia (144 milhões*) e inferior ao Paquistão (159 milhões*) e Brasil (180 milhões*).

*Dados aproximados de 2004

rodape_noresetnet3

Pesquisa: Mulher prefere mais internet do que sexo

noreset_caraycasal_geeek1

Cido CoelhoO instituto de pesquisa Harris Interactive, com patrocínio da Intel, fizeram um estudo polêmico. 46% das mulheres norte-americanas preferem ficar duas semanas sem sexo do que perder a conexão com a internet por duas semanas.

Os números da pesquisa mostram que mulheres com essa opção, tem idades entre 18 e 34 anos são 49%. Já entre as mulheres com idades entre 35 a 44 anos, chegam 52%. Eita vício de internet!

O estudo foi realizado com 2.119 pessoas. A pesquisa aponta também que o uso da rede está à frente de eletrônicos como TV a cabo  ou programinhas como jantar fora, comprar roupas ou pagar a academia. E isso foi perguntado para as mulheres sobre quais  gastos  elas não abrem mão.

Tá e os homens norte-americanos? Você deve ter perguntado meu caro, ou cara, internauta… São 30%.

Dependência da internet – O blog de tecnologia do jornal The New York Times, Bits, divulgou que 65% dos adultos já não sabem viver sem o acesso à internet.

rodape_noresetnet2

Você também pode jogar os sapatos no Bush!

noreset_cachacissesbush-sapatojogodosapato

Cido CoelhoA notícia da semana foi a sapatada que o Bush quase tomou de um jornalista iraquiano, durante uma entrevista à imprensa mundial, na última visita como presidente dos Estados Unidos, no Iraque.

Bom, após as imagens terem rodado o mundo todo, os fanfarrões de plantão não perderam tempo e criaram o site Bush Shoe Throw (Sapatada em Bush).

Nele, você poderá fazer o que o jornalista furioso não conseguiu, acertar o senhor da guerra George W. Bush.

A única coisa que não dá para fazer é chamá-lo de cão do inferno, como o nosso colega de imprensa fez.

O engraçado é que os sapatos são infinitos. Tem gente que acertou mais de 30 sapatos na cara do querido Bush.

Será que o iraquiano é uma centopéia mutante?  “Cachaçada” a parte, clique aqui e divirta-se!

rodape_noresetnet2

POST 500: VHS mostra como usar a internet!

noreset_caray

Fuleiragem master no post 500!

E para comemorar, achei esse vídeo insano de  um rapaz chamado Peter Amâncio e Johan Ray, do site SuperDeluxe.com fizeram uma propaganda falsa sobre como aprender a usar a Internet da época em que o modem era a lenha e a banda larga era a ficha. Para aprender, basta comprar os 3 VHS e seguir passo a passo.

A internet vai revolucionar sua vida. Você podera mandar e-mail, conversar com um amigo e até arranjar uma namorada ver os resultados do futebol e muito mais, explica um trecho do vídeo sobre os benefícios “fantásticos” da internet.

Confira o vídeo, muito bem feito e caia na risada!

E continue com a gente! Valeu!

rodape_noresetnet