• _

Disney e Marvel: combinação mais zuada da web!

noreset_cachacissesmarveldisneycidocoelho_profileÉ caro leitor do NoReset! Você estranhou o título, mas é verdade! Após a compra que abalou os alicerces do entretenimento mundial, a Disney e a Marvel tornaram-se objetos de zoeira constante dos internautas na web.

Por isso, perdi algumas horas na internet para escolher as imagens que foram criadas para contar como que ficaria o encontro mágico e fofo entre os personagens da Disneylândia e os membros do universo Marvel.

É um pior que o outro… Clica aí e veja as atrocidades que rolam por aí…
Continue lendo

Bomba! Disney compra a Marvel por US$ 4 bilhões!

noreset_plantaomarveldisneywolvemickey
cidocoelho_profileEssa é pra começar a manhã segunda-feira balançando! Segundo o Kotaku, a The Walt Disney Company, que a maior empresa de entretenimento do mundo, comprou uma das maiores  empresas de HQ dos Estados Unidos, Marvel Entertainment, por US$ 4 bilhões (quase R$ 8 bilhões). Esse pode ser considerado o grande negócio do entretenimento de 2009.

Agora seguem as minhas considerações:

– Agora, no game Marvel Vs. Capcom 3 vamos contar com a participação de Mickey, Pato Donald, Pateta, no lado do time Marvel, que claro, enfrentará o time Capcom. Podemos ter um trio, Spider-Man, Mickey e Capitão América, contra Mega Man, Ryu e Pateta;

– Hannah Montana pode dar as caras entre os membros do X-Men. Ela vai usar o poder da voz, de tão irritante que é – a mutante da voz;

– O Fera, do X-Men, fará parceria com a Fera, do clássico da Disney “A Bela e a Fera”;

– Adeus filme do Homem-Aranha feito pela Sony;

– Os filmes Marvel terão um universo menos feio e  mais “bonitinho”;

– Homem-Aranha estará mais presente na Disneylândia do que na Times Square;

– A Disney vai vender como o fighing game do ano o novo crossover Disney Vs. Marvel, com muita magia e emoção e liberado pela comissão que censura os jogos como classificação livre.

Complemento do Uehara:

– Homem-Aranha confirmado em Kingdom Hearts 3 já se espalharam pela internet, mas a gente sempre arranja mais algumas, né?

– Tio Patinhas compra as empresas de Tony Stark, resolve combater o crime, constroi uma armadura e vira o Pato de Ferro;

-A nova saga dos X-Men envolve combater aquela velha que quer fazer um casaco com os 101 dálmatas;

-Pateta entra no lugar do Capitão América como líder dos Vingadores;

-Quarteto Fantástico no próximo High School Musical.

E como o prório Fernando Uehara diz: a lista continua…

Ah sim, só para deixar bem claro! O Mickey não é apenas um desenho bonitinho feito por um cara frustrado da vida. Veja abaixo a lista de empresas que a The Walt Disney Company tem.

grupodisney

O Reino dos Corações (Kingdom Hearts) – PARTE 3

noreset_analise

kh2

wesleypires_profileNovamente a espera acabou, caros fanboys.

Depois de duas partes extremamente eletrizantes, chega a hora da terceira e mais importante parte desta série de matérias. Irei falar do jogo tido pelos fanboys como o melhor da série até agora, Kingdom Hearts 2. Podem bater palmas.

clap

O inicio, alem de contar com uma excelente abertura contando o ocorrido nos dois jogos anteriores, é um incrível tapa na cara dos fanboys, porque ao invés de jogar com Sora, você começa com Roxas, uma pessoa que se assemelha bastante com Sora.

O jogo se passa um ano depois do ocorrido em Chain of Memories. E logo somos apresentados a novos inimigos, chamados de Nobodies. Roxas é perseguido por eles e por Axel, que diz ser o melhor amigo dele. Durante os momentos em que você controla Roxas, ele sonha com os momentos que Sora vivenciou, achando que teria um vinculo com Sora, até então desconhecido. Roxas conhece Naminé e DiZ, este dois informam a Roxas que ele é o Nobody de Sora, e DiZ explica que ele é o membro nº 13 da mesma organização presente em Chain of Memories, esta organização denominada Organization XIII. Roxas havia sido capturado por Riku e DiZ, sendo colocado em uma Twilight Town virtual, de modo que ele e Sora pudessem se fundir, fato que acontece quando Sora acorda de seu sono.

nobody

Nobody

Quando Sora, Donal e Goofy acordam de seu sono, com a memória restaurada, você ganha novamente o controle dos heróis na verdadeira Twilight Town. Você encontra o Rei Mickey, desaparecido até então, que os envia para o mago Yen Sid. Yen Sid explica sobre os novos inimigos e os incube da missão de encontrar Riku e descobrir os planos da Organization XIII.

khii_fm2b_roxas-duel-sora

Nessa hora é mostrada uma das inovações do jogo que é a Drive Form, no qual você se funde com algum dos seus companheiros ou os dois para surgir uma forma mais forte, seja em força, magia ou os dois. Outro ponto positivo é a variedade de combos que podem ser ganhos e executados. Isso foi uma das reclamações dos fanboys no primeiro, pois os movimentos dos golpes eram limitados e sempre fazendo os mesmo movimentos. Agora a quantidade de movimentos que Sora pode fazer é enorme, sem contar que cada Drive Form tem seus combos próprios.

Valor Form=Sora+Goofy

Valor Form=Sora+Goofy

Porem a grande mudança presente nesse jogo é o Reaction Command. O Reaction Command é um comando que aparece em dado momento nas batalhas, sendo que o RC varia de inimigo para inimigo, quase sempre sendo representado pelo botão triangulo. O botão triangulo pode também representar o ataque combinado de Sora com algum personagem. Exemplo: O ataque Duck Flare é feito com Sora e Donald, Knocksmash é feito com Sora e Goofy. Você pode ainda fazer ataques combinados com outros personagens, como Mulan, Auron, Tron e outros.

Algumas imagens do jogo:

1000-heartless

4104445021265322

kh2fm1

kingdomhearts2-291

sora_vs_roxas

As magias tradicionais foram mantidas, como Cure, Blizzard, Thunder e Fire, porem algumas foram substituídas. Gravity, Aero e Stop foram substituídas por Magnet e Reflect. O uso do MP também é diferente, pois ao invés de ser contado em barras o gasto de MP, é contado por quantidade mesmo. Exemplo: Blizzard gasta em média 30 MP enquanto Cure usa todo o MP, não importando a quantidade restante de MP. Outro ponto interessante é o MP Charge, pois se você gastar todo seu MP, a barra entra no estado Charge, onde ela carrega automaticamente. Você pode usar itens para aumentar a quantia de MP ou para diminuir o tempo de Charge.

Nos comandos tivemos ligeiras mudanças, pois agora o botão circulo é o de pulo, o X é o de ataque, o quadrado é o de Defesa, podendo ser usado para outras habilidades como Glide, e o triangulo é botão usado para abrir portas, baús e o Reaction Command. O analógico esquerdo continua sendo o de controle do personagem, mas agora o direito serve para controlar a câmera, ficando o direcional com a parte do menu.

Em Chain of Memories tivemos um mundo cortado, agora no segundo jogo não temos mundos como Wonderland, Monstro e Neverland. Porem contamos com a adição de novos mundos como Space Paranoids, Port Royal, Land of Dragons, Timeless River, Pride Lands e The Word That Never Was.

Timeless River

Timeless River

A musica é outro ponto positivo para o jogo. Novamente a cargo de Yoko Shimomura, alem de contar novamente com Hikaru Utada na abertura e encerramento, a musica não deixa a desejar. Apesar de termos mundos semelhantes ao primeiro jogo, as musicas sofreram mudanças para melhor. E as novas musicas também dão um show a parte, especialmente dos novos mundos, como “Lazy Afternoons” de Twilight Town, enquanto controla Roxas.

Existe também a versão Final Mix desse jogo, chamado Kingdom Hearts 2: Final Mix +, como novas cutscenes, novas keyblades, novos inimigos, e um inimigo secreto chamado de “Enigmatic Soldier”, visto após os créditos do jogo, tido como o chefe mais difícil de todos os Kingdom Hearts. Eu estou jogando e sei como é dificil. E não sei se repararam, mas sempre nas versões Final Mix há um chefe que é uma ligação para o próximo jogo. No primeiro, temos o Enigmatic Man, que é Xemnas, líder da Organization XIII, e no segundo temos o Enigmatic Soldier, que é Terra, um dos protagonistas do próximo jogo, chamado Birth By Sleep, jogo que será lançado este ano para PSP, e que irei comentar brevemente.

Enigmatic Soldier

Enigmatic Soldier

Junto da versão Final Mix, vem o jogo Kingdom Hearts Re: Chain of Memories, que é o Chian of Memories, proem com graficos em 3D, com Cutscenes, porem com o mesmo esquema do uso de cartas, sendo adicionado somente o Reaction Command.

Bom, devo dizer que adorei fazer estas matérias… Ei, ainda não acabou não!!!

Hahahah...what?!

Hahahah...what?!

A ultima parte dessa grande saga será os próximos jogos que serão lançados, provavelmente ainda este ano. Aguardem.

O Reino dos Corações (Kingdom Hearts) – PARTE 2

noreset_analise

box-l-main_full

wesleypires_profileChega de esperar, fanboys. Chegou a segunda parte da série de matérias de Kingdom Hearts.

Agora teremos como foco o jogo Kingdom Hearts: Chain of Memories, lançado exclusivamente para Game Boy Advance. Novamente os fanboys estão muito alegres:

Fanboy é um caso sério mesmo
Fanboy dá medo às vezes…

A história do jogo funciona como um elo entre o primeiro e o segundo jogo. Sora, Goofy, Donald e Jiminy Cricket andam por um caminho aparentemente infinito, como sugere o final do primeiro jogo.

A noite, Sora encontra um homem com roupas pretas encapuzado, e diz que a frente tem algo que Sora deseja porem terá que abdicar de algo precioso para conseguir. Sem entender, Sora e os outros encontram um castelo chamado Castle Oblivion (Castelo do Esquecimento), e lá dentro novamente encontram a misteriosa figura encapuzada.

Ao tentar atacar o estranho, eles percebem que se esqueceram de suas habilidades, e o homem explica que a entrar no castelo eles esqueceram todas as habilidades e lhes entrega uma carta, dizendo que tudo o que verem será partes de suas memórias. Porem quanto mais subirem no castelo, mais coisas esquecerão.

co
Castle Oblivion

Enquanto isso, nos andares mais inferiores do castelo, Riku consegue sair do mundo da escuridão, onde ficou preso junto com o Rei Mickey e avança pelo castelo, lutando contra Ansem, que tenta novamente possuir o corpo de Riku.

Um ponto comum entre Sora e Riku é que eles estão sendo observados por um grupo de pessoas trajando roupas pretas, sendo conhecidos até o presente momento como “A Organização”.

Abaixo algumas imagens do jogo:

khcom3

ragnarc3b6k

simba_com

O jogo mesmo sendo lançado para um console portátil, conseguiu surpreender, com as primeiras cenas e alguns flashes durante o jogo feitas em CG, lembrando bastante o primeiro jogo. A jogabilidade mescla Action RPG presente no primeiro jogo com jogo de cartas. As cartas representam as ações a serem tomadas no jogo, como atacar, usar magia, summons e sleights, que são os movimentos especiais de Sora.

Somente se movimentar, pular ou Dodge Roll não precisam de cartas para serem executadas. Cada carta é numerada de 0 a 9, pois quanto maior o numero da carta, maior a chance dela quebrar uma carta usada por um inimigo, chamamos isso de Card Break.

A carta de valor 0 possui uma característica interessante, pois ela pode quebrar qualquer carta, mas ela pode ser quebrada por qualquer uma. Por isso é bom ter sabedoria ao montar seu deck. Quando você joga com Riku, você não pode personalizar seu deck. Você sempre usará um deck pré-estabelecido dependendo do mundo em questão.

Outro ponto muito interessante é que você poderá sintetizar a próxima área a ser explorada. Por exemplo, se você tiver uma carta que representa um save-point você pode usá-la para fazer com que a sala seguinte seja uma sala de save. As variedades de salas a serem sintetizadas são muito grandes.

roomsynthesis1

Os mundos presentes em Kingdom Hearts estão presentes neste jogo, com exceção de Deep Jungle, pois envolvia direitos autorais de Tarzan, que não eram da Disney. Também foram incluídos novos mundos, como Twilight Town e o próprio Castle Oblivion.

Apesar de serem os mesmos mundos, a história difere pouco da mostrada em Kingdom Hearts, porem tratando as memórias com mais ênfase. Também somos apresentados a novos personagens que serão de suma importância no jogo seguinte, como Naminé, Axel, DiZ, Marluxia, entre outros. E um spoiler: ao completar o jogo duas vezes, uma com Sora e outra com Riku você libera o final secreto, mostrando um personagem importantissimo do próximo jogo.

Este jogo foi muito bem aceito pelos fanboys, que aguardavam ansiosamente uma continuação para o PS2, tornando o jogo parte essencial para o entendimento do próximo jogo. Tão bem aceito que também ganhou um mangá, feito por Shiro Amano, mostrando tanto a história com Sora quanto com Riku.

E se preparem, pois a terceira parte desta série promete, pois é um dos jogos mais aclamados pelos fanboys da série: Kingdom Hearts 2. Aguardem ansiosos, pois é a melhor parte.

Custa esperar?!
Esse não sabe esperar

rodape_promo2

O Reino dos Corações (Kingdom Hearts) – PARTE 1

noreset_analisekingdom1poster

wesleypires_profileSim fanboys!

É isso que estão pensando! Vou comentar  sobre  uma das minhas séries favoritas, Kingdom Hearts.

E neste artigo, vou começar com o primeiro titulo que saiu para o PlayStation 2 com o mesmo nome. Fanboys, alegrem-se.

celebrationao9

Fanboy feliz com o post

 Como já dito em minha matéria sobre crossovers, a série é um dos crossovers mais bem sucedidos na história dos videogames. Kingdom Hearts surgiu da colaboração entre a Square Enix e a Disney, a fim de unir os universos de Final Fantasy e Disney, projeto encabeçado por Tetsuya Nomura.

De inicio, muitos torceram o nariz e tiveram duvidas se a união daria certo, pois a saga de Final Fantasy detém uma temática adulta e os personagens Disney tem apelo mais infantil, visando o seu publico, que é  mais jovem. Apesar de tudo, o jogo foi lançado e teve boas avaliações, tendo em vista a jogabilidade simples e história sem furos.

A história gira em torno de Sora, garoto que mora em Destiny Islands ao lado de seus amigos Riku e Kairi. Os três planejavam conhecer os outros mundos, e para isso construíram uma jangada (uma jangada que atravessa mundos?! Whatever!). Porem, na noite precedente ao dia de partida, a ilha é atacada por seres similares a sombras, conhecidos como Heartless, que resultou no desaparecimento de Riku e Kairi.

Heartless

Heartless

Quando Sora se depara sozinho para enfrentar os monstros, ele adquire a arma  Keyblade, que é uma mistura de espada e chave. Após ser sugado por um buraco negro, Sora acorda em Traverse Town, cidade onde ele encontra personagens conhecidos do “panteão finalfantasiano”, que são Cid, Yuffie e Aeris, de FFVII, e Leon (codenome de Squall) de FFVIII.

Lá é esclarecido mais coisas sobre os Heartless, bem como é o primeiro encontro com Donald e Goofy (Pateta), que são cavaleiros do Rei Mickey, que desapareceu e incumbiu os dois de procurarem o “portador da chave”.

Daí para frente começa a aventura deles pelos mundos, para selar os Keyholes e lacrá-los para evitar os ataques dos Heartless, e ao mesmo tempo, procurar Riku e Kairi.

Veja abaixo algumas cenas do jogo:

kingdom_hearts_1thumbnail

kingdom-hearts724370

011

kingdom_hearts_3

Não há duvidas de que Kingdom Hearts foi um sucesso de publico. Mesmo fugindo do esquema padrão de RPG, e indo para o esquema de lutas em tempo real, o jogo manteve elementos da série, principalmente com nomes de magias, itens, elementos como HP, MP, AP, entre outros.

Outro ponto extremamente positivo foi terem escalado atores de ponta para dublarem os personagens, como Haley Joel Osment (Sora), David Gallagher (Riku), Hayden Panettiere (Kairi) e Billy Zane (Ansem).

Porem alem de atores de primeira grandeza (ou não!) chamaram os dubladores originais dos personagens clássicos da Disney e Final Fantasy, como Waine Allwine (Mickey), Tony Anselmo (Donald), Billy Farmer (Goofy), Steve Burton (Cloud Strife) e Mena Suvari (Aerith. Sim, a garota do filme Beleza Americana).

Houveram reações negativas quanto ao dublador de Sephiroth, que era o ex-NSYNC Lance Bass, e para não haver problemas, na continuação foi substituído por George Newburn.

 

Acreditem, o robô do filme A.I é o Sora

Haley Joel Osment = Sora

As musicas continuam sendo o destaque, como em outros jogos da Square. A trilha sonora foi composta por Yoko Shomomura e as musicas de abertura e encerramento foram feitas pela cantora Hikaru Utada.

Muitos mundos da Disney tive a trilha sonora original, sendo adicionadas algumas mudanças. Os fâs reclamaram que não há tantas mudanças nas musicas de batalha e de chefes. Recomendo que termine o jogo e veja a incrível musica de encerramento. É de fazer marmanjo chorar, eu garanto.

Enfim, eu recomendo este titulo. Há tudo o que um gamer quer: bons gráficos, história concreta, personagens cativantes e para os hardcore, diversas sidequests a serem feitas.  Para aqueles que já zeraram o jogo, recomendo o Kingdom Hearts: Final Mix, que é o mesmo jogo, mas com várias adições, como novas cut scenes, novos inimigos, novas Keyblades, entre outras coisas.

Já deixo aqui o recado: a próxima será sobre Kingdom Hearts: Chain of Memories. Aguarde.

 

Ele está esperando

Ele está aguardando

rodape_noresetnet3

Giro Gamer #03 – 02/02/2009

rapidasgirogamer_noreset

cidocoelhoRevista brazuca vende Resident Evil 4 por menos de R$ 20

edição 86 da revista Fullgames, que está nas bancas, vende a revista com o Resident Evil 4 completo por R$ 17,90. Para você instalar o jogo, o seu computador deve ter 7 GB de espaço, Windows 2000 ou XP, Pentium 4 ou processador equivalente de 1,4 GHz, 256 MB de memória RAM, placa de vídeo com 128 MB, com suporte a Direct X 9.0c e placa de som compatível com DirectX9.

mickeybadAté o Mickey Mouse vai usar o facão!

Disney também sofre com a crise e advinha o que aconteceu? É isso mesmo que você está pensando. Ela cortou 50 empregos na divisão de games Disney Interactive Studios.

E não é só isso!

Propaganda Games, Avalanche Software e Fall Line Studios, que estão ligados à Disney também sofrem com os cortes.

Tudo isso em nome da eficiência…

A Disney consolidou a Avalanche e a Fall Line em Salt Lake City e demitiu mais 20 na última semana.

Por isso…

A nova versão de Turok não vai mais sair…

ubisoftbrasilBrasil ganha três lançamentos da Ubisoft

A Synergex do Brasil anunciou que três games para o PC serão lançados. São eles: Prince of Persia, Brothers in Arms: Hell Highway e Far Cry2. Todos produzidos pela Ubisoft, custarão cada um R$ 89,90. Todos os jogos terão o manual em português brasileiro.

Novos números da PS Store

Segundo a Sony a PlayStation Network tem mais de 17 milhões de contas criadas. Variety Map Pack, de Call of Duty 4: Modern Warfare ficou no topo da lista dos downloads mais populares. Já o jogo mais baixado até agora é o Pain.  Na semana entre 11 e 17 de janeiro Street Fighter II Turbo HD Remix, Mortal Kombat II e Suikoden foram os jogos mais baixados.
Os pacotes de roupas mais procurados estão o Sack in the Box Costume, do LittleBigPlanet e entre os pacotes de demos, Star Wars: The Force Unleashed foi o mais baixado.
O filme Batman – O Cavaleiro das Trevas quebrou o recorde de downloads na PSN, isso foi o reflexo das vendas de DVD que também teve a liderança em 2008.
No começo de 2009 os filmes mais baixados foram Espelhos do Medo, Babylon AD e Max Payne.

Koei e Tecmo se fundiram!

Enfim, a fusão foi aprovada! Chupa Square Enix!

Enfim, a fusão foi aprovada! Chupa Square Enix!

A Koei, da série Dynasty Warriors, e a Tecmo, de Ninja Gaiden, anunciaram na Bolsa de Valores de Tóquio na semana passada. O valor da transição é de US$ 207 milhões e a nova empresa se chamará Koei Tecmo, sendo que a Koei e a Tecmo vão ser submissas a nova empresa.

Até chegar nessa fusão, a Tecmo passou por um tsunami de confusões com Tomonobu Itagaki, líder do TeamNinja, um dos criadores de Ninja Gaiden e a Square Enix ofereceu em público uma proposta de compra, que foi recusada.

Canal Wii Saúde

A Nintendo anunciou no Japão que fez uma parceria com a NEC, Hitachi e a Panasonic para criar um canal de saúde. Chamado de Wii Fit Check Channel, que pode entrar em abril, o serviço está sendo desenvolvido para as empresas na área de saúde, terá o objetivo de fornecer informações sobre uma vida saudável. Os dados serão coletados por meio dos jogos de ginástica. O Wii Fit será o primeiro jogo que terá os dados dos gamers levantados.

nolan_bushnell

Fundador da Atari receberá homeagem da Bafta

A Bafta, Academia Britânica de Artes em Filme e Televisão vai homenagear Nolan Bushnell. O fundador da Atari e o criador do Pong receberá o agrado na próxima edição da GAME British Academy Video Game Awards.
Ele vai ganhar o prêmio no dia 10 de março, no hotel London Hill.

O mestre agradece:

“Estou lisonjeado por ser escolhido para esta honra pela BAFTA. O povo britânico não são apenas grandes jogadores, mas historicamente alguns dos melhores criadores de games. A cultura dos pubs e ambientes de ilustração nas ‘country houses’ foram instrumentais na criação de jogos e jogadores através dos séculos”, comentou Bushnell.

rodape_noresetnet3