• _

Não consegui dormir por 2 dias. A culpa é do PSP?

noreset_fuleiragens

corujaowl

Gustavo OliveiraAntes de começar o post, um pequeno “CRÉU na velocidade 471” na equipe de edição de arte do blog:
Vamos padronizar de uma vez as imagens que encabeçam o post. Se for para ficar mudando toda vez que o ano mudar ou toda vez que fizermos aniversário, ou quando atingirmos 1000 acessos diários vai ficar embaçado. Quero o responsável por essa gracinha na minha mesa até o final da tarde. Vamos ter uma séria conversa por aqui.

Devidas broncas dadas (e é por isso que o NR é legal. A gente esculacha uns aos outros na frente dos leitores!) vamos dar início ao texto:

Tá ligado a serotonina, né? É uma substância doida aí que faz com que o seu cérebro fique ligadão. E é responsável também (dizem algumAs) pela ejaculação precoce. Eita!
E talvez tenha sido a dona “nina” que me fez ficar ligadão à noite durante 2 dias seguidos, já que de sábado para domingo e de domingo para segunda eu dormi miseravelmente mal.
Até aí, normal, todo mundo tem noites de sono assim. Porém, resolvi comentar o fato com minha mãe. Eis as palavras de minha sábia progenitora:

“Também, você foi dormir jogando aquele aparelhinho. Desse jeito o seu cérebro ‘não desliga’. Experimente ficar sem jogar para você ver o que acontece.”

Embora tivesse vontade de dizer a minha mãe que ainda bem que o meu cérebro “não desliga” (caso contrário, ela perderia o filhão que tanto dá orgulho à ela), resolvi me calar e acatar a sua idéia. Talvez a véia tivesse certa razão, já que nos dois últimos dias resolvi largar a minha rotineira leitura noturna de livros de PNL ou do livro “O país dos petralhas” para dar um gás em busca do tão sonhado final de Crisis Core: FF VII ou de um simples checkmate em The Chessmaster (ambos, em vão). Talvez eu estivesse muito serotoninado. “Vamos dar um pause para ver o que acontece”, pensei.
E assim foi, não joguei PSP na noite de ontem para hoje. E, para a minha surpresa, dormi bem. Dormi o sono dos sonos. Agora fiquei confuso, mas ainda farei uma última experiência para constatar os fatos: Nessa sexta feira (dia 09/01/2009) jogarei meu PSP normalmente. Vou correr atrás dos fragmentos de omnitrix em Ben 10 ou então, vou dar uns tiros nos monstros bisonhos de Silent Hill: Origins e depois, irei dormir (ou não).
Sabe como é né? Sáude em primeiro lugar. Afinal, esse negócio de serotonina e ejaculação precoce me assusta. Se por acaso, eu tiver qualquer problema na minha capacidade chinelística de espalhar “Gustavinhos” por aí, não hesitarei em atirar o PSP pela janela.

Ok, brincadeira.

rodape_noresetnet3

CC Final Fantasy VII: O jogo que não acaba nunca

noreset_fuleiragens

final-fantasy-vii

Gustavo OliveiraComo alguns devem saber, em tempos remotos, precisamente até o mês de agosto, nossa equipe de 2 editores (eu e o Cido) não dispunhamos de qualquer videogame da atual geração para nos divertirmos em nossos respectivos lares. Aliás, não dispunhamos de nenhum videogame das duas últimas gerações. (PS2? Nunca ouvi falar…). Eramos uma equipe de blogueiros que simplesmente “jogava na casa dos outros”.

Atualmente, o time está numa “chiqueza” que só vendo: O Uehara tem um Wii, a Rebeca tem um PS3, a Milena tem… tem… (qual console a Milena tem?) e eu tenho um PSP comprado no penúltimo dia do mês de agosto. Mas um jogo em especial está me arrepiando até os cabelos do sovaco: Crisis Core: Final Fantasy VII.
Sim meus caros leitores, após comprar o PSP no dia 30 de agosto, jogo quase todas as noites e todos os finais de semana meu pequeno e singelo portátil. Já derrotei hordas de monstros e mostrei a Persephone quem é o mais “forçudo” em God of War: Chains of Olympus e zerei o jogo em 1 semana e meia. Levando em consideração o tempo que disponho para jogar videogame nos dias úteis, foi um bom tempo. Logo após, embiquei pros lados de um certo soldado de segunda classe das tropas de Shinra. Um japa do cabelo espetado chamado Zack.

E lá fui eu, matando inimigos e mais inimigos, além de alguns outros inimigos. Mais inimigos. Outros inimigos deram as caras, certos inimigos também de fizeram presentes. E eu fui descendo a espadada até… começar… a… ficar… can… sa… do.

Ora meu povo, alguém pode me dizer o que está havendo? Eu confesso que nunca tinha jogado um Final Fantasy na vida (1 minuto de vergonha), mas embora o jogo seja lindo e empolgante é maior do que meu… braço (o trecho a esquerda foi censurado de modo a preservar a integridade das leitoras do blog). Está começando a se tornar enfadonho. Estou jogando desde setembro!

Já conheci Cissnei, Aerith, Cloud, Sephiroth sumiu, derrotei Genesis, derrotei Angeal, (este último acreditei ser o chefe final do jogo, embora eu agora esteja achando que é Sephiroth), minha nossa…

Logo, ficam aqui duas perguntas:

– Quando o jogo vai terminar?

-Qual jogo vocês jogaram e acharam que não terminava nunca?

(Acho que vou passar longe de MGS4)

rodape_noresetnet