• _

Resident Racism?

Apesar de observar que isso ocorre com freqüência, ainda me supreendo com a mania que as pessoas têm em julgar sem conhecer direito. A surpresa da vez foi uma mulher africana, que viu um mísero trailer de Resident Evil 5 (no qual aparece o Chris matando zumbis negros) e o chamou de jogo racista. A mesma concluiu que no universo do game os negros são necessariamente zumbis, sendo o trabalho do homem branco destruí-los e salvar a humanidade. Ela continua, dizendo que os negros são retratados como “selvagens desumanos” e que o game é voltado para, além de jovens adultos, crianças.

Em primeiro lugar, se uma mínima pesquisa tivesse sido feita para embasar a crítica, ela veria que a série Resident Evil NUNCA foi voltada para crianças. Reparando nas embalagens, ela perceberia destacado o “M”, que na classificação etária da ESRB (Entertainment Software Rating Board) significa presença de conteúdo maduro, indicando produto para público acima de 17 anos. Em segundo lugar, os zumbis negros são mera questão demográfica.

Se o jogo é ambientado na África, ficaria um tanto estranho a maior parte dos personagens ser branca (mesmo havendo brancos no continente). Mas além da ignorância a este fato, nota-se claramente que ela desconhece a série, pois em todos os games prévios a maioria massiva de zumbis é caucasiana. Somente em RE4 há mudança de etnia, onde os “zumbis” são hispânicos. Entretanto, não vi a comunidade hispano/latina se manifestar ofendida pelo modo como foi representada.

Outra conclusão equivocada da autora do blog é assumir o jogo como uma tentativa branca em alimentar nas pessoas desde pequenas, por meio da experiência virtual, o ódio e desejo de destruição aos negros. Ela não mencionou abertamente, mas deu pra sentir que foi uma indireta aos americanos. O que leva a outro fato ignorado – o jogo é desenvolvido por japoneses. E para completar a confusão toda, no quinto comentário uma outra mulher afirma se sentir mais confortável com zumbis brancos e acha que todos eles deveriam ser assim de agora em diante. Comentário nada racista, hein?! ¬¬º

Eu sou completamente contra qualquer tipo de preconceito, principalmente o racial. É no mínimo ridículo pensar que alguém é inferior por ter a pele mais escura. E acho super válidas as iniciativas positivas para tentar diminuir a existência desse fato social tão triste. Mas percebo haver pessoas que sentem a necessidade de levantar a bandeira anti-preconceito de forma radical e impensada, criticando qualquer coisa que vêem pela frente e que julgam ser racismo. Como a Capcom, que obviamente nunca faria um jogo racista, mas não escapou de ter um de seus títulos detonados por alguém mal informado.

Quem quiser conferir o post da africana em seu original, pode ver aqui.

PS: Resident Evil 5 é um dos games que mais espero! Pena que só sai em março de 2009! =(