• _

Sobre o PS3

Terminei na semana passada, um texto gigantesco que fiz para o Audiogame sobre o PlayStation 3. O texto é gigante mesmo! São quase 7 páginas de Word, em letra Arial, tamanho 11. Seria digno de uma revista (estou pensando em mandar para alguma, em breve postarei algo sobre a minha matéria na EGM Zine deste mês, sobre gamers sem dinheiro) mas passei para tio GUS(tavo), ele que se vire por lá (hahaha).
PS3

Analisando bem toda a trajetória do console desde o anúncio na E3 de 2005, conclui que apesar do lançamento e pós lançamento muito bagunçados, com cancelamentos de hardware, entradas HDMI e outras coisas, o console realmente têm condições de sair da várzea.

Em potêncial de hardware, ele é o mais nervoso dos três, têm muitos desenvolvedores bons, têm uma boa base instalada de usuários do PlayStation 2. Infelizmente não decolou por uma política administrativa mal planejada. (Acredito eu que tenha sido macumba de “nintendistas”… mas tudo bem).

Não sou “sonysta”. Nunca fui. Antigamente torcia o nariz para o PSOne muito por causa do sucesso que ele fazia. Gostava, mas não idolatrava o PlayStation 2. Hoje as coisas mudaram. Depois de fazer a matéria e quase me tornar doutor em PS3 (inclusive “estudei” os outros dois que vieram antes), vi o quanto a Sony poderá fazer com seu tijolo preto e, dessa forma, ganhou o meu respeito.

Veja: tanto PSOne, quanto PS2 não fizeram grande sucesso no primeiro ano de lançamento, no PS3 será a mesma coisa. Heavenly Sword saiu e detonou. Para mim é o primeiro passo para um despontamento. Não que o PS3 irá fazer Wii e XBox 360 comerem poeira, mas ainda acho que virá algo que fará as pessoas exclamarem: “caray!”

Wii e PS3 não completaram um ano ainda, estão no tempo de fazer cagadas e podem se dar ao luxo de vacilar. Em 2008 será diferente. Já que todo o potencial básico dos consoles foram testados e deverão apresentar algo que preste. Veja que XBox 360 já passou dessa época.

Eu acredito em uma guinada na trajetória do PS3. É uma questão de “estar no palco”. Coisa que a concorrência está fazendo, mas vai chegar a vez da Sony.

Esperem o meu texto sair no Audiogame e entenderão o que quero dizer.