• _

Assassin’s Creed 2 para iPhone e DSi vem com função inútil

noreset_plantao

wanted-rick

gustavooliveira_profile

O Assassin’s Creed original causou furou por ser o primeiro jogo de Jade Raymond, uma desenvolvedora delicinha que foi elgogiada até por Hideo Kojima. Embora o jogo seja (para mim) bem “nota 7”, a crítica especializada aclamou e gostou. Quase dois anos depois é chegada a hora da Ubisoft anunciar a sequência do game: Assassin’s Creed II, será lançado no dia 20 de novembro para PS3 e Xbox360 e dessa vez, Altair, o antigo herói da série, dará lugar a Ezio.

Dessa vez, o DSi e o iPhone também receberão uma versão do game: Assassin’s Creed II: Discovery, será lançado ainda esse ano e vem com a função mais inútil que eu já pude presenciar em um game: A camêra dos aparelhos serão usadas para tirar uma foto sua e criar um cartaz de “WANTED” durante o game.

Será isso uma nova função do game ou uma frescura a mais?

Informações com gametotal

Start your engines: Need for Speed Shift chega no Brasil

noreset_lancamentosSHIFT-Title
3950643651_216037fba0

cidocoelho_profileÉ caros leitores do NoReset! Vocês devem ter estranhado o porquê de não ter publicado as novidades do Need for Speed Shift, conforme havia anunciado no Twitter, no sábado, dia 19!

Tive alguns problemas e estava (ainda estou enrolado!) com alguns compromissos, mas segue a matéria do NoReset, que tarda mas não falha. Por isso, leia abaixo e veja as imagens.

A Electronic Arts (EA) reuniu blogueiros especializados, em uma lan house, em São Paulo, para o lançamento brasileiro do jogo Need for Speed Shift, que vai chegar às lojas no dia 25 de setembro. O jogo é o primeiro dos três produtos (os próximos são as versões Nitro e World Online) da série Need for Speed que a produtora pretende lançar até 2010.

Desenvolvido pela Slighty Mad Studios, em colaboração com a Black Box e pela equipe da EA, a versão Shift, apresenta belos gráficos, cenários e carros bem feitos e tem como diferencial em relação aos outros jogos de corrida, o modelo de pilotagem – mais realista e baseado na física.

O jogador é colocado na perspectiva do piloto, percebendo as forças da gravidade (a famosa força G), o realismo do cockpit e o impacto das batidas, que de certa forma o deixa desnorteado, pois a tela treme de forma violenta e fica cinza, passando a sensação de um acidente. Algo inédito em um jogo de corrida.

Além disso, o jogador tem a sensação de sentir as alterações na superfície da pista e os limites da aderência dos pneus.

“O principal diferencial do Need for Speed, que é conhecido por ser um jogo mais de rua, tradicional na série, agora é mais profissional e isso é a grande mudança. Ele sai da rua, do clandestino, e vai para uma coisa mais profissional mais simulador, mais para as corridas reais” diz o gerente geral da EA Brasil, Jonatan Harris.

O jogo tem os modos Carreira, em que o piloto faz a reputação em várias corridas; o modo Jornada, em que o jogador começa de um local desconhecido, enfrentando vários desafios e construindo sua carreira de piloto; e é claro, como não pode deixar de ser, o Need for Speed Shift tem o modo Online, onde o jogador pode enfrentar os desafios na internet contra outros jogadores espalhados no mundo.

E o jogo não fica só nisso, o Need for Speed Shift traz uma boa playlist que tem as músicas de artistas como The Prodigy, The King Blues, Jamal, Twisted Wheel e mais 20 artistas. Veja a lista:

Artista Música
Buraka Som Sistema feat. Pongolove Kalemba (Wegue-Wegue)
Chase And Status feat. Plan B Pieces
Deadmau5 Ghosts N Stuff
Eagles Of Death Metal Anything ‘Cept the Truth
Fort Knox 5 feat. Asheru Insight (The Nextmen Remix)
Gallows I Dread The Night
In Case Of Fire This Time We Stand
Jamal Pull Up
Kanye West Paranoid (Part 2)
Kasabian Underdog
The King Blues The Streets Are Ours
Mala Rodriguez Te Convierto
Mando Diao Mean Street
MSTRKRFT feat. E-40 Click Click
N.A.S.A. Whachadoin? Feat. Spank Rock, MIA, Santigold and Nick Zinner
The Prodigy Run With The Wolves
The Qemists feat Mike Patton Lost Weekend
Regular John Transmitter
Rootbeer Under Control
Shinichi Osawa Electro 411 (Lies In Disguise Mix)
Spoon Harris & Obernik Baditude
TOKIO Dogonim
Twisted Wheel Oh What Have You Done
Two Fingers feat. Sway High Life

No final do evento, onde os blogueiros (e jogadores) puderam experimentar como é ser piloto no Need for Speed, todos foram convidados para ir até um kartódromo, localizado em Barueri, onde todos puderam correr de kart para poder comparar o jogo com a pilotagem real.

Veja a lista dos blogs participantes:

– Judão;
– Puro Pop;
– Continue;
– Pensamento Gamer;
– Menina que joga;
– Game Girl;
– Jogorama;
– In Game ad.Diction;
– NoReset;
– Nerd somos nozes;
– Hadouken;
– Eita Preula;
– News inside;
– GoLuck;
– Haznos;
– Velocidade;
– Infomaniaco;

Confesso que saí com os braços doendo após pilotar um kart. E de certa forma, eles me convenceram que o jogo se aproximou com a sensação de um piloto real.

O jogo Need for Speed Shift estará disponível nas prateleiras brasileiras a partir do dia 25 de setembro para os consoles Xbox 360, Playstation 3 e PC.

Assista os vídeo oficial onde os blogueiros (eu incluso) comentam sobre o jogo e veja também como foi a corrida.

ENTREVISTA
“O Gran Turismo 5 não é nosso concorrente”

O gerente da Electronic Arts Brasil, Jonatan Harris,  foi entrevistado pelo NoReset e conta que o Need for Speed Shift “legalizou a série”  e que o jogo não concorre com o Gran Turismo, da Sony

Jonatan Harris, gerente geral da EA Brasil

Jonatan Harris, gerente geral da EA Brasil

podcast_logoClique aqui e ouça a entrevista que o gerente geral da Electronic Arts Brasil, Jonatan Harris, cedeu ao editor do NoReset. Cido Coelho.

Ele fala sobre o lançamento nacional do game Need for Speed Shift, o que há de destaque nesse novo lançamento e sobre a concorrência com Gran Turismo 5, da Sony.


*Para saber mais e conhecer o jogo acesse o site oficial do jogo no Brasil e o canal de vídeos:

http://www.youtube.com/user/NeedForSpeed

http://www.brasil.ea.com/games/17185,pcdvd/gameinfo/

Galeria de fotos do evento e da corrida:

Quero aproveitar este espaço para mandar um abraço para todo mundo! Foi legal pra caramba o evento e espero revê-los na próxima vez…

Extra! Wii mais barato 50 doletas!

noreset_plantao

50 pila

gustavooliveira_profilePrimeiro o Xbox360, depois o PS3. Agora é a vez do Wii custar mais barato, não que isso signifique muita coisa pra gente. Mas fique sabendo você que a Nintendo declarou oficialmente o corte de preços no valor de 50 dólares do seu console.  O videogame, que custava exatos US$250, passará a custar US$200 a partir do dia 27 de Setembro nos Estados Unidos.

O console Japonês também receberá o mesmo desconto.

A queda dos preços se deve justamente, a queda de preços dos consoles da concorrência, para tornar a disputa de vendas mais acirrada.

A questão é: e no Brasil, vai rolar?

Informações com Uol Jogos

MSN do Seu Madruga!

noreset_caray
madruga

Capcom assume: “Trabalhar com Bungie ia ser bem louco!”

noreset_gamenews

megamanvsmasterchief

gustavooliveira_profileÉ engraçado como as empresas estão fazendo parcerias ultimamente. Aquelas que não estão juntando os panos, estão reconhecendo publicamente que gostariam de trabalhar umas com as outras. É o amor manifestando suas mais diferentes formas.

Dessa vez quem se manifestou foi a Capcom e quem fez tal declaração de amor foi Kenji Inafune, criador de Mega Man, que fez uma visita recente aos estúdios da Bungie, mãe de Master Chief e da franquia Halo. O intuito de tal visita foi verificar como o estúdio trabalha para assim, fazer uma análise de colaboração entre as duas empresas.
O japa não poupou esforços e rasgou elogios a empresa a qual visitava:

” A Bungie fez jogos excelentes, eu vim até aqui verificar qual a sua filosofia de criação e verificar o que podemos utilizar em jogos da Capcom. Se houver algum tipo de afinidade, seria legal colaborarmos juntos em algum game em um futuro próximo”

Por mais que esteja falando de duas empresas “Campeãs” eu não consigo imaginar o que poderia sair de uma junção como essa.

Alguém aí pode?

Ferrari no controle, literalmente!

noreset_fuleiragens

gamepadferrari

Ferrari Wireless Gamepad 430 Scuderia Limited Edition

Ferrari Wireless Gamepad 430 Scuderia Limited Edition

Esse controle pode ser um achado para os gamers ferraristas que adoram jogar o game de Formula 1 sempre com a Ferrari.

Por isso, a Ferrari licenciou a empresa Thrustmaster que vai lançar os controles inspirados nos design dos carros italianos que deixam qualquer mortal deste planeta hipnotizado.

Serão lançados quatro contoles na série especial Ferrari, são eles: Ferrari Wireless Gamepad 430 Scuderia Limited Edition, F1 Wireless Gamepad Ferrari F60 Limited Edition, Ferrari Motors Gamepad F430 Challenge Limited Edition e F1 Dual Analog Ferrari F60 Exclusive. Ufa, quanto nome para um joystick…

F1 Wireless Gamepad Ferrari F60 Limited Edition

F1 Wireless Gamepad Ferrari F60 Limited Edition

Como você percebeu, os três primeiros controles da Ferrari funcionam por tecnologia Wireless, com potência 2.4 GHz.

O Ferrari Wireless Gamepad 430 Scuderia e o F1 Wireless Gamepad Ferrari F60 devem chegar ao mercado em outubro por um preço, que, não é tão assustador que eu imaginava… Ele vai custar US$ 49,99.

Já o Ferrari Motors Gamepad e o F430 Challenge vão custar menos: US$ 39,99. Onde peguei a informação não foi informado para quais consoles e se vai para o PC. É claro que vai para algum lugar, mas para onde… É uma resposta que a Thrustmaster deve dar logo!

INFORMAÇÕES COM CHIP CHICK

Modo “HIPER EASY HARDCORE MODE AUTO PLUS Extra mole, mole esse é pra ganhar” de dificuldade

cabeça_colunistasrafaelarbulu_tarjaLendo a coluna de N’Gai Kroal (escritor, jornalista e muitas outras coisas) na EDGE desse mês (Edição #4 – Capa: PS3 Slim), fui contemplado com uma questão que venho me fazendo há anos, mas ainda não tive a memória para escrever sobre o assunto. Pergunto, leitor: em que dificuldade você joga?

Digo isso porque a coluna do Sr. Kroal elucida a questão da pré-seleção dos modos de dificuldade que, digamos, 95 em cada 100 jogos possuem. Não poderia deixar de concordar mais com o assunto, uma vez que, sendo você um gamer que acompanha as revoluções desse mercado, já deve saber que as coisas estão um pouco diferentes do que rodar o direcional para trás/frente e escolher entre o Easy, passar pelo Normal ou ir direto para o modo Hard.

Conforme explicado pelo negão colunista, os jogos das plataformas atuais contam com uma série de recursos que dão ares de maior interatividade com o usuário, quando o assunto é modo de dificuldade: existem aqueles que se valem do aumento gradativo das pedreiras – ou seja, adapta-se ao seu progresso, complicando um pouquinho mais a sua vida a cada seção do jogo (ex.: Final Fantasy); e existem aqueles que oferecem a seleção à moda antiga, mas com possibilidade de alteração in-game: se um pedaço do jogo estiver causando dores de cabeça, vá na tela de opções e reduza a dificuldade um pouquinho para não sofrer tanto.

Mas algo que N’Gai Kroal esqueceu-se de citar é o chamado Easy-auto Mode. Se você acompanhou as notícias de algumas semanas atrás (leia quando eu ainda era editor-chefe do MSN Jogos), acompanhou um pouco deste recurso e sua ação no jogo Bayonetta: aparentemente, será possível jogar o título da mais nova gostosa do pedaço com apenas um botão, mediante alteração para tal modo simplista de gameplay. Imediatamente, aos mais experientes, deve vir à mente a óbvia inspiração de Bayonetta, o também criado por Hideki Kamiya, Devil May Cry. Quem não jogou, acompanhe: nas três primeiras fases do jogo, caso você venha a morrer três vezes, você terá a opção de mudar a dificuldade para Easy-auto, onde os combos não exigem combinação prévia e você se torna um autêntico button-masher, desferindo golpes descoordenados enquanto o jogo se preocupa em fazê-los encaixar em seus alvos.

Não sei quanto a você, mas eu, particularmente, não gosto nem um pouco dessa modalidade de gameplay: não por simplificar demais o jogo, tornando-o enfadonho. Na real, o que me incomoda é o fato do Easy-auto permanecer Easy demais até o último chefe e mais além. A minha pedreira era em um determinado pedaço do título, lá atrás, mas graças ao Easy-auto, eu não sei se essa seria a minha única complicação. Nunca se sabe: às vezes, era descoordenação nos dedos, um golpe errado; coisas desse tipo tendem a atrapalhar você – e é justamente aí que reside a graça: É PARA ATRAPALHAR MESMO!

Jogos de estratégia ou RPG (novamente, Final Fantasy), oferecem uma dificuldade gradativa, que aumenta e/ou diminui de acordo com suas ações e avanços dentro do seu estilo de jogo. Traduzindo: conforme seu progresso, inimigos mais fortes ou ataques onde você estará em alguma desvantagem de larga escala aparecerão. Cabe a você usar a cabeça ao invés dos músculos (ou dedos) e esquematizar uma forma de superar esse desafio. Se ainda estiver difícil, volte uns passos, reagrupe e melhore suas capacidades. Viver para lutar num outro dia, por assim dizer.

Acho que isso é uma questão de saber mediar dois extremos: ninguém quer um jogo fácil demais pois isso deixa tudo muito chato, perde o gosto. Por outro lado, um desafio simplesmente insuperável já te deixa sem vontade de começar, como se fosse uma comida com tempero demais. Ainda acho que isso vai demorar até ficar perfeitamente refinado, isso se de fato o ficar. Até lá, vou selecionando os jogos que receberão meu parco dinheirinho – é nessas horas que eu dou graças a Deus pelas demos.

E você, o que acha?

Rafael Arbulu é jornalista. Foi editor-chefe do MSN Jogos e agora desenvolve projetos próprios. Sua coluna pode ser lida todas as terças-feiras, aqui no NoReset.

É feio, mas é um conceito! Conheça o Xbox 1080

noreset_carayxboxportable1
cidocoelho_profileUm cara recém-formado em Artes e Desgn no Milwaukee Institut of Art (Instituto de Arte de Milwaukee), chamado Carl Archambeault, comeu alguma coisa ou bebeu algo que não era para ser consumido.

Pois ele desenvolveu um console-conceito e ainda teve a ousadia de batizá-lo de Xbox 1080.

xboxportable2

Bom o Xbox 1080 seria portátil e ele é inspirado no controle do 360. Além de ser jogável, ele também teria o poder o iPod da Microsoft, ou seja, ele também teria as mesmas potencialidades do Zune.

A ideia pode ser boa, todos temos boas intenções, mas sinceramente, ô trem feio do caray!

Acho que ele deveria processar a facultade no qual ele se formou…

INFORMAÇÕES COM TECHNABOB

Tunagem: PlayStation 3 Slim coloridos! Escolha a sua cor favorita!

noreset_gamenews
ps3_slim_colorware_colors

cidocoelho_profileO PS3 Slim mau chegou ao mundo e ele já ganhou cores alternativas. Como você pode ver nas imagens, o Slim foi colorido pela empresa ColorWare. Que faz a pintura do console, na cor que o gamer quer e pinta também o controle.

O gamer entra em contato com essa empresa e ele pode escolher cores primárias, tons pastéis e metálicos com um tratamento de pula camada com uma pintura super resistente e deixa o console com uma aparência muito bacana!

A empresa trabalha da pintura da camada que protege o hardware até a repuntura das logomarcas e dos botões. Um serviço caro, mas bem trabalhado.

ps3_slim_colorware_colors2ps3_slim_colorware_orange
Mas também, fique atento! O preço incial da tunagem começa com US$ 149 e pode custar até US$ 449. É uma bela facadinha…

A pintura dos controles Dual Shock custam US$ 30 cada.

E eles também pintam celulares… Mas isso fica para o próximo post!

INFORMAÇÕES COM CHIP CHICK

Rap do Pac-Man

noreset_channel