• _

CC Final Fantasy VII: O jogo que não acaba nunca

noreset_fuleiragens

final-fantasy-vii

Gustavo OliveiraComo alguns devem saber, em tempos remotos, precisamente até o mês de agosto, nossa equipe de 2 editores (eu e o Cido) não dispunhamos de qualquer videogame da atual geração para nos divertirmos em nossos respectivos lares. Aliás, não dispunhamos de nenhum videogame das duas últimas gerações. (PS2? Nunca ouvi falar…). Eramos uma equipe de blogueiros que simplesmente “jogava na casa dos outros”.

Atualmente, o time está numa “chiqueza” que só vendo: O Uehara tem um Wii, a Rebeca tem um PS3, a Milena tem… tem… (qual console a Milena tem?) e eu tenho um PSP comprado no penúltimo dia do mês de agosto. Mas um jogo em especial está me arrepiando até os cabelos do sovaco: Crisis Core: Final Fantasy VII.
Sim meus caros leitores, após comprar o PSP no dia 30 de agosto, jogo quase todas as noites e todos os finais de semana meu pequeno e singelo portátil. Já derrotei hordas de monstros e mostrei a Persephone quem é o mais “forçudo” em God of War: Chains of Olympus e zerei o jogo em 1 semana e meia. Levando em consideração o tempo que disponho para jogar videogame nos dias úteis, foi um bom tempo. Logo após, embiquei pros lados de um certo soldado de segunda classe das tropas de Shinra. Um japa do cabelo espetado chamado Zack.

E lá fui eu, matando inimigos e mais inimigos, além de alguns outros inimigos. Mais inimigos. Outros inimigos deram as caras, certos inimigos também de fizeram presentes. E eu fui descendo a espadada até… começar… a… ficar… can… sa… do.

Ora meu povo, alguém pode me dizer o que está havendo? Eu confesso que nunca tinha jogado um Final Fantasy na vida (1 minuto de vergonha), mas embora o jogo seja lindo e empolgante é maior do que meu… braço (o trecho a esquerda foi censurado de modo a preservar a integridade das leitoras do blog). Está começando a se tornar enfadonho. Estou jogando desde setembro!

Já conheci Cissnei, Aerith, Cloud, Sephiroth sumiu, derrotei Genesis, derrotei Angeal, (este último acreditei ser o chefe final do jogo, embora eu agora esteja achando que é Sephiroth), minha nossa…

Logo, ficam aqui duas perguntas:

– Quando o jogo vai terminar?

-Qual jogo vocês jogaram e acharam que não terminava nunca?

(Acho que vou passar longe de MGS4)

rodape_noresetnet

Anúncios

6 Respostas

  1. Ahhhhhrrrrrggggg, pára de fazer vontade Gugoo!!!
    Quero um PSP pra completar a família com o PS2 e PS3! =(

    São os três jogos que mais quero jogar: Crisis Core, MGS Portable Ops e God of War! Se eu morasse aí em Sampa ia seqüestrar teu PSP agora nas férias! hauahuahauhauhah xD

    E você não tem paciência pra games longos?! Então desapega da série Final Fantasy de vez! hahahahah
    E sabia que nem achei MGS4 tão longo assim? Claro que, como de praxe na série, sempre tem aquelas seqüências com diálogos intermináveis. Mas no geral o jogo foi bem mais curto do que eu esperava que seria. Na primeira vez zerei em 28 horas. E olha que eu sou daquelas que explora ao máximo, assiste todas as cutscenes e fica toda hora conversando pelo codec! Sério, fico entrando no codec até quando não há necessidade, pq adoro ouvir as coisas que o Otacon fala. heheh

    O único que jogo que eu me lembro de pensar “essa @%$#& não acaba nunca?” foi um rpg muito das antigas, no Mega Drive. Não lembro agora o nome, mas era um game longuíssimo pra época. E bem enjoado. A única coisa que se tinha a fazer era ficar adando eternamente por cenários e mais cenários, conversando com um monte de gente. Sério, tinha diálogos enooooormes e muito texto pra ler durante o jogo. Aí de vez em quando surgia um ou outro monstro pra se matar. ¬¬º

  2. @Rebeca
    não seria phantasy star?
    tambem estou em duvida, foi um chute. Crisis Core, assim como comentei em outras postagens é o jogo do PSP. É o principal motivo no qual eu vou comprar um pra mim ano que vem, já é certeza. Pelo fato de ser final fantasy e por ter o esquema de action rpg. O esquema de batalhas por turno apesar de ser bom creio que gradativamente irá ser substituido, prova disso é o excelente FFXII, que colocou esse esquema de forma brilhante.

  3. @Wes: Não era Phantasy Star não… passou pela minha cabeça Cadash, mas esse tinha 2 personagens pra escolher (na versão do console), se não me engano. E o que eu tô falando acho que era só um personagem. Era side-scrolling e tu andava, andava e parecia que não ia terminar nunca. E diálogos enoooormes. Muito mais diálogo que ação. Era até meio chato o jogo, mas sabe quando já te irritou tanto a ponto de você ficar encucado querendo ver onde aquilo vai dar? Pois é, daí joguei até zerar e achei muito demorado. ¬¬º

    Crisis Core deve ser muito bom! E tem o Sephiroth quando ainda era soldado da Shinra! xDDD
    E também acho que já tá na hora de desapegarem do sistema de turnos e implantarem esquemas de batalha mais dinâmicos! =)

  4. Não vou nem começar então…

    “Mas um jogo em especial está me arrepiando até os cabelos do sovaco: Crisis Core: Final Fantasy VII.” hahahahahahahhahaha

    “mas embora o jogo seja lindo e empolgante é maior do que meu… braço (o trecho a esquerda foi censurado de modo a preservar a integridade das leitoras do blog).” E obrigada por nos poupar Gustavo…

  5. O final ta chegando e vai ser deveras recompensador por isso continue ah e faça todos os side quests.

  6. Eu acho que não tenho muita paciência com jogo longo, a não ser que seja divertido e movimentado. Por isso nunca fui muito fã de Final Fantasy, e tenho até medo de começar a jogar Persona.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: