• _

Suas atitudes toscas, os videogames e as mulheres

Depois de ser raptado da Terra e levado para os confins do universo e voltar vinte anos mais tarde transformado no flashman preto, voltei para escrever um texto que há muito tempo queria escrever.

Hoje vou falar de um assunto que eu, você e todo gamer heterossexual que se preze, gosta: mulher. Logo, temos alguns pontos a considerar:

1. Se você for mulher ou homossexual, continue lendo. O assunto será bacana e interessará a você também.
2. Eu espero que se você for heterossexual, goste mais de mulher do que de videogame, pelo seu próprio bem. Não me leve a mal, mas a galera anda exagerando por aí, algumas coisas são prioridades, outras, diversão.

Agora sim. Podemos começar o texto.

Primeiro vamos botar fatos na mesa:
Fato n.º 1: O público feminino de games cresceu tresloucadamente nos últimos anos. Como exemplo, basta conferir aqui, aqui ou aqui (esse último, inclusive, me “emprestou” a imagem que ilustra o post). Mas obviamente, esses são apenas pequenos exemplos e não representam nem 0,01% do total de garotas que jogam videogame por aí.

Fato n.º 2: Todo ser humano normal tem um hobbie (o da Carla Perez, por exemplo, é dançarino de axé…) e sempre que conhece sua nova cara metade ( sabe como é, todo mundo sempre tem umas três por ano) tenta mostrar suas preferências a esse novo alguém, na esperança de convertê-lo, no mínimo que seja, para se ter um novo companheiro de aventuras que não seja a caixa de todinho. Isso é fato provado e comprovado e eu explico: Se você curte punk por exemplo, (existe punk hoje em dia?) e arruma uma namorada “axézeira” ou roqueira de boutique, você começa mostrando pra ela coisas simples e bacanas como Ramones ou The Clash até mudar, e apresentar para a pobre coitada pauleiras como Discharge ou coisas nacionais como Porcos Cegos. Mudando para nosso mundo, se você começa a namorar uma pessoa não-gamer você tenta, ainda que de forma discreta, fazer com que ela jogue com você, mostrando para ela coisinhas simples como WiiSports, LocoRoco ou a dificuldade Easy de Guitar Hero (este então, tem um poder devastador sobre não gamers), até que um dia, possa convencê-la a tirar um contra em Gears of War.

Fato n.º 3: Se você é gamer e acha um(a) namorado(a) gamer, certamente você fica 0,5% mais feliz.

Aí você me pergunta:
“Gustavo, você é doido? Porque você está escrevendo isso tudo?”

Uma pesquisa recente comprovou que a cada 10 jogadores de videogame, em média, 3 são mulheres. No mundo dos MMORPG´s, esse número sobe para 4.

MAS A EVASÃO DE GAROTAS QUE JOGAM VIDEOGAMES AUMENTOU POR CAUSA DO COMPORTAMENTO DOS HOMENS. Ou seja, quando uma garota é descoberta dentro de servidores de Counter-Strike por exemplo, elas lêem, basicamente, dois tipos de frases:

“Volta pro fogão, dona Maria!”

“E aí linda? Tem MSN, gatinha?”

(ou coisas do gênero…)

Acho que isso justifica o título do texto. O mundo gamer ainda é rodeado por um preconceito dentro do PRÓPRIO MUNDO GAMER.

Aliás (e sem querer me gabar), muitas das garotas gamers e não gamers com quem converso me falam que o comportamento masculino está deixando à desejar. Mas esse não é um post comportamental para falar sobre testosterona e estrogênios, mas sim, falar sobre o que as garotas pensam a respeito disso.

O preconceito sofrido por uma garota que joga videogame é imenso. “Videogame é coisa de menino”, dizem os pais delas. “Credo, você joga isso?” dizem as amigas delas.

Como sempre falo, depois de Winning eleven, Guitar Hero e Wii Sports, o preconceito de “gamer nerd’ diminuiu bastante. Boa parte das pessoas hoje em dia jogam algum desses três jogos, sendo gamers ou não. Mas ainda assim, o preconceito prevalece dentro e fora do meio. É como garota querendo jogar futebol, manja?

Agora me responda: Eu e você sabemos que toda garota que diz que joga videogame ganha um pontinho a mais no seu “radar de macho dominante” (você? hahahaha essa é boa…). Mas como você, homem, lida com o fato de garotas que jogam videogame? Obviamente, você vai dizer que acha um barato, afinal, provavelmente, você é um gamer hardcore e deve ter um blog sobre o assunto.

Mas me responda sinceramente: Você nunca teve nenhum tipo de aversão ou comportamento inútil perante uma garota gamer? Você nunca usou xavequinhos baratos ou frases bisonhas em uma garota gamer só por saber que ela é gamer, mesmo sem conhecê-la bem? Você já quis namorar (ou ficar, ou transar, ou seja lá o que for) uma garota gamer por gostar realmente dela, ou por apenas buscar um player 2 diferente do habitual?

E você garota? Como se comporta em relação a isso? Como lida com todo esse preconceito e o que faz com tudo isso? Você sabe quando está sendo admirada por ser você mesma e por ter uma ligação em comum com o cara? Sabe quando ele apenas busca um player2?

COMENTEM!

Ps.: Ofereço esse post para as fãs de Fernando Uehara. Desde que o cara adentrou a equipe, e-mails não param de chegar à redação pedindo seu telefone, endereço ou e-mail pessoal. Calma mulherada…

Anúncios

7 Respostas

  1. É batata mostrar Nintendogs para as garotas, que não são gamers e ouvir logo um “óumm”. =D

    Bom existem várias opnião acerca do assunto. Para mim o fato da garota gostar de games se torna um atrativo a mais para eu conhece-la, independente do meu interesse nela, seja para xavecar(Isso só me lembra aquele programa trash dos anos 90 do Silvio Santos), ou apenas para criar uma amizade.

    Tem também a galera ogra, do tipo que não sai do quarto escuro com medo da luz do dia e com medo de não conseguir upar o level para entrar numa determinada quest de MMO, que quando surge uma garota online, seja em MMO ou CS, ele já sai disparando pra todos os lados.

    O que dizem que as mulheres devem voltar para o fogão, podem ser velhos, mas têm uma cabecinha de 5 anos, tipo aquela idade em que menino não gosta de menina.

  2. Um dia 5 crianças foram raptadas da terra e levadas aos confins do universo e após 20 anos!!!!! (bem lembrado GUStavo)

    Sacaneie heim! (Chamei o cara de GUStavo) Ah ah ah ah ah!

    Então GUstavo… ahahahahaha, chega, parei, prometo!

    Olha cara, confesso que uma vez tive esse sentimento de preconceito com uma garota que estava jogando Gears of War. Cara, por mais que mandasse bala a mina parecia indistrutível, ainda a FDP ficava tirando uma com minha cara. (Rs). Mas foi por pouco tempo, hoje somos até amigos! É claro que pelo fato do XBox dela ter tido o “Mal de Red Lights” não jogamos mais – (Não tenho nada a ver com isso!) e também para minha sorte, mas a menina era fera demais.

    Daí você me pergunta: Qual era o tipo de aversão? Era a mais comum entre muitos gamers homens, era o de achar que mulher nunca iria levar jeito pra jogar VG. E que jogos como GEARS, GTAIV, COD4, PRG, estariam muitos distantes.

    Graças hoje acho isso isso muito ridículo e que essa besteira é era a coisa do momento, daquele específico momento. Hoje jogos Gears com algumas mulheres e perco e ganho, tudo muito normal e muito engraçado.

    Agora acho que a mulhereda tem que jogar mesmo (com moderação) e mostrar que nós os Cuecas já tivemos nosso tempo. Até por que jogar com mulher é muito engraçado, elas são muito atentas a detalhes, tem espirito esportivo milhões de vezes melhor que dos homens, enfim são muitas qualidade do que defeitos. Agora sobre o preconceio, infelizmente ele estará ai como qualquer outro, mas é claro que cada mais em menor quantidade todos temos a ganhar, principlamente as redes online.

  3. falou tudo.

    Bundas a declarar.

  4. Ameeeeeei o post, GUStavo! (Qual a zuação implícita nisso, Marcos?! hahahah)

    E amei mais ainda por ser um homem que escreveu. Já que geralmente esse tipo de texto vem de meninas-gamers cansadas de preconceito e xavecos baratos! XD

    É como você falou, por mais que a mulherada gamer tenha aumentado e o preconceito esteja (lentamente) diminuindo, a machaiada ainda estranha. Quando nós mulheres declaramos gostar de videogame, os rapazes naturalmente esperam que tenhamos um DS e joguemos Nintendogs (ótimo exemplo, Renan). Ou que tenhamos guardado o SNES da infância pra jogar Mario de vez em quando. Mas é só dizer que temos um PS3 ou que God Of War é um de nossos games preferidos, que arregalam o olho e fazem cara de incrédulos. Meus amigos, por exemplo, não entendem como eu sou boa em Soul Calibur e os encaro no mesmo nível! heheheh

    Me identifiquei com isso que o Marcos falou:
    “Até por que jogar com mulher é muito engraçado, elas são muito atentas a detalhes…”. É verdade! Teve uma época que eu e um amigo estávamos zerando God Of War juntos. Um ia pra casa do outro e ficávamos horas no game, um assistindo e o outro jogando e vice-versa. Quando ele jogava só queria saber de sair dando porrada em todo mundo e ao aparecer os puzzles, ele sempre se enrolava pra resolver e passava o controle pra mim. Aí eu falava algo do tipo “você não reparou aquela pilastra escondida atrás da árvore lá no fundo? Encaixa ali naquele buraco e gira a manivela, que abre o alçapão e blábláblá”.
    Enquanto ele tá sempre caçando mais inimigos pra matar, eu fico reparando em cada detalhe dos cenários. =D

    Mas enfim, eu encaro tudo isso com bom humor. Acho engraçadas as reações de estranheza dos homens. E pra quem tem preconceito mesmo, de achar ridículo menina gamer, nem dou bola. O importante é a mulherada que gosta de videogame não ter vergonha de se assumir! heheh

    PS: O Uê tá fazendo esse sucesso todo, é?! Hummm tá bem na fita, hein?! XD

  5. Qual a zoação implícita nisso?
    ele tá tirando onda com a cara do…

    deixa pra lá

  6. Belo texto, com o bom humor de sempre! Não tenho muita coisa a acrescentar, tem cretino e gente decente em todos os lugares, e com gamers a coisa não muda. Tem gente normal que curte games e tem os idiotas.

    Pra nós, homens gamers, é comum nos interessarmos por mulheres que também jogam, porque é uma afinidade, um interesse em comum. Se uma mulher, por mais bonita que seja, tenha como hobby esquartejar pessoas ou dançar funk, nunca que eu me interessaria…

    PS: ainda tem muito mais homem do que mulher que joga, portanto as donas Rebeca e Milena têm muito mais fãs, não? Mas pra mim, o que é importa é a qualidade, então se tiver alguma fã aí interessada, entra em contato com a redação do NoReset Inc. que eu respondo com carinho, ok? =)

  7. Olha o Uê fazendo a NoReset Inc de Disk Namoro!
    auhauahauahuahah

    xD

    (brincadeirinha, Uê)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: