• _

Resident Racism?

Apesar de observar que isso ocorre com freqüência, ainda me supreendo com a mania que as pessoas têm em julgar sem conhecer direito. A surpresa da vez foi uma mulher africana, que viu um mísero trailer de Resident Evil 5 (no qual aparece o Chris matando zumbis negros) e o chamou de jogo racista. A mesma concluiu que no universo do game os negros são necessariamente zumbis, sendo o trabalho do homem branco destruí-los e salvar a humanidade. Ela continua, dizendo que os negros são retratados como “selvagens desumanos” e que o game é voltado para, além de jovens adultos, crianças.

Em primeiro lugar, se uma mínima pesquisa tivesse sido feita para embasar a crítica, ela veria que a série Resident Evil NUNCA foi voltada para crianças. Reparando nas embalagens, ela perceberia destacado o “M”, que na classificação etária da ESRB (Entertainment Software Rating Board) significa presença de conteúdo maduro, indicando produto para público acima de 17 anos. Em segundo lugar, os zumbis negros são mera questão demográfica.

Se o jogo é ambientado na África, ficaria um tanto estranho a maior parte dos personagens ser branca (mesmo havendo brancos no continente). Mas além da ignorância a este fato, nota-se claramente que ela desconhece a série, pois em todos os games prévios a maioria massiva de zumbis é caucasiana. Somente em RE4 há mudança de etnia, onde os “zumbis” são hispânicos. Entretanto, não vi a comunidade hispano/latina se manifestar ofendida pelo modo como foi representada.

Outra conclusão equivocada da autora do blog é assumir o jogo como uma tentativa branca em alimentar nas pessoas desde pequenas, por meio da experiência virtual, o ódio e desejo de destruição aos negros. Ela não mencionou abertamente, mas deu pra sentir que foi uma indireta aos americanos. O que leva a outro fato ignorado – o jogo é desenvolvido por japoneses. E para completar a confusão toda, no quinto comentário uma outra mulher afirma se sentir mais confortável com zumbis brancos e acha que todos eles deveriam ser assim de agora em diante. Comentário nada racista, hein?! ¬¬º

Eu sou completamente contra qualquer tipo de preconceito, principalmente o racial. É no mínimo ridículo pensar que alguém é inferior por ter a pele mais escura. E acho super válidas as iniciativas positivas para tentar diminuir a existência desse fato social tão triste. Mas percebo haver pessoas que sentem a necessidade de levantar a bandeira anti-preconceito de forma radical e impensada, criticando qualquer coisa que vêem pela frente e que julgam ser racismo. Como a Capcom, que obviamente nunca faria um jogo racista, mas não escapou de ter um de seus títulos detonados por alguém mal informado.

Quem quiser conferir o post da africana em seu original, pode ver aqui.

PS: Resident Evil 5 é um dos games que mais espero! Pena que só sai em março de 2009! =(

Anúncios

7 Respostas

  1. Olha excelente post, eu poderia escrever muitas
    coisas, porém acho que muitos não entenderiam, por isso achei melhor parabenizar o post.

    Pergunta; Não está na hora do NORESET fazer um pod cast, não? Esse assunto seria bem interessante em discutir…

    Até mais…

  2. Oi Rebs! De fato é um post que nos faz pensar se analisarmos de certo ângulo, mas na verdade acho que foi muita falta de pesquisa ou simplismente uma vontade de chamar atenção e se passar por “defensora da causa” da própria autora do post.

    Concordo que racismo e preconceito é algo abominável, digno de pessoas com a mente extremamente pequena, e no entanto quando eu li o post da garota achei que ela mesma estava sendo um tanto quanto preconceituosa por ver racismo em um jogo de videogame. Se for assim, 90% dos jogos trazem algum tipo de ofensa grave para alguém, meu Niko Bellic que o diga, já matou idosos, mulheres de todas as idades, asiáticos, jamaicanos e a lista segue adiante. No entanto a maioria das pessoas que passam pelas mãos do Niki são criminosos, traficantes, pessoas que não são lá muito boas (e alguns inocentes que estão na hora errada no local errado né).

    E se formos entrar a fundo nessa discussão, o protagonista do jogo está matando Zumbis acima de tudo, poxa, quem iria querer zumbis por aí? Não é?
    Se eles existissem de verdade, aposto que autora do post estaria muito grata de ter sido salva dos comedores de carne humana.

    Brincadeirinha, foi só pra descontrair.

  3. Falou e disse, Carlinha! =D
    Poizé, gente como a autora desse blog fica criticando tudo pra se mostrar “defensor da causa”. Mas não olham direito pra ver o que estão criticando. O chato é que opiniões como a dela influenciam outras pessoas a achar que videogame só incentiva coisa ruim. ¬¬º

    E com certeza se a moça lá tivesse sendo perseguida por aqueles zumbis, ia adorar ser salva pelo Chris! XD

  4. É incrível como tem gente que acha racismo em tudo.

    Sabe, ficar procurando pêlo em ovo…

    Se o Chris fosse negro atirando em brancos, seria algo do tipo “querem promover que os negros são violentos e usam armas…blá blá blá”, da mesma forma que, alguns blogs, disseram do CJ em San Andreas…isso porque em Vice City o protagonista era um branco que fazia e acontecia tanto quanto o CJ.

    Me irrita também os negros terem preconceito contra eles mesmos.

  5. A polêmica existe desde o primeiro trailer de Resident Evil 5 lançado. Pra mim, o pessoal que vê preconceito nesse tipo de coisa é extremamente ignorante. Há quem diga que os negros sofreram escravidão e são um caso a parte, mas isso é coisa do passado, e ficar citando a escravidão não é um argumento válido. E os judeus, que sofreram com o nazismo? E os cristãos? Todo povo já sofreu em algum momento de sua história, e isso não é motivo pra ver preconceito em tudo.

    Se o jogo é na África, os zumbis serão negros. Se é na Europa, são brancos. Se é na Ásia, são asiáticos. Não é preconceito, são ZUMBIS! Zumbi tem que ser morto, independente de cor de pele!

  6. […] “bombas”, creio eu *rs* – e agora o jogo se passa na África. Depois de muitas brigas, acusações de racismo e etc, acrescentaram mais uma personagem na série e – pasmei quando vi isso hoje – o jogo será […]

  7. […] creio eu *rs* – e agora o jogo se passa na África. Depois de muitas brigas, acusações de racismo e etc, acrescentaram mais uma personagem na série e – pasmei quando vi isso hoje – o […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: