• _

Editor também reclama

Fuleiragens NoReset  

 Na verdade, queria postar esse texto faz tempo, atendendo a pedidos. Não tenho um blog pessoal, não tenho vontade de criar um e vou me basear nesse texto para escrever o meu. O texto fala sobre games e ao mesmo tempo não fala. Vou falar de mim também, por mais emo, piegas e tosco que possa parecer.

 A partir de agora, vou escrever coisas que estão me deixando puto, divididas em partes.

 Leiam apenas se quiserem…

 Editor fica puto 1 (com os outros)

Algumas pessoas podem dizer que eu estou imitando o excelente post que o Lucas Patrício (ora pois!) postou no GoLuck. Na verdade não estou. Apenas usei como referência.

 No post ele fala que as pessoas têm preconceito com quem trabalha no ramo de games. Mas na verdade, esse preconceito estende-se a outros campos também. Como algum de vocês deve saber (ou não), faço faculdade de geografia e várias pessoas dizem as maiores barbaridades por causa disso:

“Ah você estuda geografia, legal. Mas você vai ser professor?”

“Geografia. Vixe…”

“Aff”

“Você quer dar aula? Cê é louco…”

Disseram coisa pior:

“Pô cara. Eu acho você tão inteligente, você foi inventar de ser professor?”

 Se eu quero ser professor, creio que o problema venha a ser meu. Mas pelo jeito, o problema não é somente com aqueles que trabalham com games, e sim com aqueles que trabalham com as supostas profissões “que não dão dinheiro”. Acho isso extremamente chato e desmotivador e creio que julgar não é lá uma postura muito correta. Se querem fazer administração que façam, mas eu não quero.

 Já pensei em fazer jornalismo depois de me formar em geo, mas desisti. Sério mesmo. Depois de ver como o Cido (meu comparsa, que me ajudou a cometer esse blog, que é jornalista formado e não se acha por isso) corre como louco onde trabalho, ver como os jornalistas são chatos em relação à erros dos outros e ver como a maioria dos jornalistas de games se acha a última bolacha do pacote me encheu. Vou ficar por aqui mesmo, sendo blogueiro, podendo falar as minhas merdas o quanto quiser, sem ter a necessidade de postar a notícia na hora ou no dia em que saíram, com a freqüência que eu quiser. E é sobre isso que falo a seguir…

EDITOR FICA PUTO 2 (com o próprio blog)

 Gosto bastante de postar aqui. Gosto de ler as notícias e postá-las pra vocês lerem de alguma forma. Com a ajuda do Cido aprendi a escrever melhor e alguns toques que não sabia. E com uma paciência que, alfinetadas a parte, não é todo gordo hi-tech que tem (vocês sabem de quem estou falando?). Além disso, o visual do blog está muito bonito e com a licença da arrogância, arrisco-me a dizer que é um DOS BLOGS DE GAMES MAIS BONITOS DO DOMÍNIO WORDPRESS (falei tio).

 Ultimamente, acho que o blog está muito burocrático. O principal problema é que apenas traduzimos as notícias lançamos uma os duas piadas bem sacadas e postamos. Não quero ser assim, mas a culpa não é nossa. Gostaria de levantar discussões abalizadas como essa, mas nenhum membro da equipe possui console de última geração. Aí é foda…

 E mais, depois que botei minha cara no blog, caímos drasticamente em acessos. Macumba do Rodrigo do Assopre a fita (uhahuahauhauahau).

EDITOR FICA PUTO 3 (com os consoles)

 Pra terminar, essa vai ser rápida. Pretendendo comprar um console de última geração, estou fudidamente em dúvida. Rodrigo Budrush explica melhor do que ninguém.

 Não tenho vontade de comprar um PS3 agora. A dúvida está entre um Xbox360 e um Wii, ambos caríssimos.

 Mas quer dizer que corro o risco de comprar um console com jogos fuleiros ou então um que corre o risco de “queimar” com 3 meses de uso.

 O que farei? Ó duvida cruel

 Na verdade queria postar algo muito maior, mas vou deixar quieto para não ficar chato de ler. Desculpem fazê-los ler esse monte de besteiras.

Retornaremos agora a nossa programação normal.

Anúncios

7 Respostas

  1. Assim, acho que a indignação é muito válida, já que quando não se é engenheiro ou doutor, todo mundo pensa que você não será nada na vida.

    Sobre o blog, bem, isso é um trabalho “injusto”. Quando comecei o GoLuck não tinha nem 10 visitas por dia, hoje, com o apoio de todo mundo que tem blog e curte uma boa discussão, eu vejo que vale a pena o tempo e a dedicação.

    A dica é: não esquenta com números de comentários nem de visitas: se gostássemos de números, não teriamos um blog, e sim uma calculadora… 😉

  2. Pare de chorar, Gustavo. Quem mandou ser pobre, rapá? 😀
    Eu nem pretendo comprar videogame nenhum, na boa. Nas raras vezes que jogo, faço isso nos meus queridíssimos emuladores no PC ou no fantárdigo Sega Saturn que caiu de pára-quedas lá em casa. Console que vale a pena mesmo, hoje, no Brasil, é o PS2 (dois, two). Ou um PSP/Nintendo DS, claro. 🙂
    E meu camarada Good Luck falou tudo em sua sábia dica. Aliás, tá sumido, hein, garotão? 😉

  3. É isso aí! Tem mais é que reclamar mesmo!

    Mas… geografia?!

    (Hahuahuahahu, tô zoando!)

  4. Eh a vida (opa, comecei mal o comentario!)
    As pessoas sao escrotas mesmo, o melhor eh a gente tacar o foda-se e mandar todo mundo a merda (oba, palavroes!)

    Se tu faz o que tu gosta, entao manda bala e continua.
    Agora, se a geografia te frustra e joga a tua auto-estima la embaixo, manda se foder. Eh o que farei em breve ;P

    Eh isso… vai comecar seinfeld entao acabo o comentario por aqui

  5. se eu soubesse que reclamar atraía tantos comentários, tinha comentado antes uahuahuahauahuaha

    1 Lucas – A questão de números foi uma brincadeira. O que quero é apenas melhorar o conteúdo do blog. Mas a equipe (de dois e meio, afinal o Marcelo é meio inútil) está trabalhando. Vamos ver.

    2 Budrush – Como comentei, é difícil falar sobre games sem ter um deles. O seu post, na qual linkei, tem argumentos muito fortes que a atual geração é uma merda. Embora discorde em alguns pontos, creio que foi um dos melhores posts de games que li nos últimos meses… sério mesmo.

    3 Bracht – Era só um desabafo de louco, não posto mais nada nesse sentido

    4 Rodrigo – Você pediu, eu atendi. E de forma alguma a geografia me frustra. Curto pa porra…

    Mas como disse aí em cima,

    Voltaremos agora a nossa programação normal

  6. Respondendo bem atrasado, mas acho que esse post merece um reply.

    Concordo muito com vc. Eu estou começando / tentando / me fudendo / estudando programação orientada a games. E qndo eu digo que pretendo fazer cursos especializados as pessoas falam: “vai fazer joguinhos”?? Hô raiva huahauhau!! Tu se mata de estuda C++ ou C# pra alguém falar isso hauhaua! Mas whatever, se eu quero e se eu acho que vale a pena… DANE-SE OS OUTROS!

    Caraca o que o Patrício falou dos números foi uma definição mais que perfeita! Meu blog não tem muitos replys, mas e dai?! Eu escrevo lá pq gosto de escrever! Faz bem expor minha opinião! Se as pessoas gostarem de ler e voltarem vou curtir muito, mas se as pessoas não gostarem dos meus textos, espero que possam deiar críticas, para que as que eu ache válidas, tentar aprender com elas.

    Com relação os games, eu entendo a sua dificuldade, mas você pode procurar referências de amigos ou de sites. Eu por exemplo procuro escrever sobre todos os consoles, mesmo tendo um Wii e um DS eu evito falar só disso.

    Uma coisa legal é que você pode coletar informações fazendo MEME entre o pessoal dos blogs que você conhece! Pelo que eu vi, você conhece muita gente. Eu tb conheço, só que as que eu conheço é que não me conhecem hauhauahua!!

    Abração Gustavo

  7. repetindo…

    a questão dos números foi zueira…

    quanto os blogs que estão linkados, algumas pessoas até conheço pessoalmente, como o Bracht e o GUS do Audiogame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: